Seminário Piauiense de Cooperativismo acontece neste sábado, 22/05

Evento serve como preparação para o XIII Congresso Brasileiro de Cooperativismo

Neste sábado, 22/5, acontece o Seminário Piauiense de Cooperativismo, no hotel Real Palace, em Teresina (PI). Participam cerca de 80 pessoas, entre dirigentes, executivos, associados e funcionários de cooperativas, além de representantes de entidades parceiras. A iniciativa faz parte da primeira etapa do XIII Congresso Brasileiro de Cooperativismo (CBC), um evento que a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) realiza em Brasília (DF), de 9 a 11 de setembro deste ano.

O coordenador do XIII CBC, Maurício Landi, participará do encontro e ministrará palestras sobre os quatro eixos temáticos que irão nortear as discussões neste sábado, no Piauí: tema 1- Diretrizes e horizontes da relação política e institucional do sistema cooperativista; tema 2 ? A sustentabilidade do Sistema OCB e da representação política do cooperativismo; tema 3 ? O futuro e os novos modelos de gestão das organizações cooperativistas; tema 4 ? A competitividade das cooperativas. Na programação, além das palestras, estão previstas discussões em grupos dos temas propostos e eleição de 12 delegados que representarão o Piauí no congresso. Ouvintes presentes ao seminário estadual também poderão participar do congresso nacional.

Fortalecimento ? De acordo com o presidente da Ocepi/Sescoop-PI, José Pinto de Alencar, a expectativa é de uma presença significativa das cooperativas piauienses no seminário, ?numa demonstração do quanto o cooperativismo tem se fortalecido no Estado, além do interesse na sustentabilidade do setor?. Atualmente, 62 cooperativas encontram-se registradas à Ocepi/Sescoop-PI, nos seguintes ramos: Agropecuário (16), Educacional (18), Infraestrutura (8), Produção (4), Saúde (9), Trabalho (1), Transporte (3) e Crédito (3). A abertura oficial do seminário será realizada às 9h00.

Preparação ? Mais de 40 seminários preparatórios ao XIII CBC devem ser realizados até o mês de julho, com a participação de cerca de dois mil cooperativistas de todo o País. Desde o mês de abril, os eventos estão sendo acompanhados pelo coordenador geral do Congresso, Maurício Landi, que já esteve no Paraná, Amazonas, Santa Catarina, Minas Gerais, Rondônia, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Tocantins e Ceará, por exemplo. ?Fecharemos em maio quase 50% dos seminários preparatórios. Depois, temos junho e julho para concluir os outros 50%. É a grande oportunidade de fazer essa avaliação pelo Brasil todo. Estamos reunindo grande número de cooperativistas localmente. Então, imagina a quantidade de proposições ricas que vão surgir e isso, quando você pensa em Brasil, é muito bom?, afirma Landi.

Etapas ? O coordenador explica que os seminários preparatórios integram a primeira etapa de realização do Congresso. ?Nós o dividimos em três etapas. A primeira, é essa parte de seminários preparatórios, um momento fundamental e participativo, determinante para os debates posteriores". Ao cumprir essa fase inicial, será realizado o Congresso propriamente dito em Brasília. ?Lá, todas as propostas apresentadas pelos estados vão ser trabalhadas por uma comissão de sistematização criada pela OCB, com representantes das regiões, membros da Academia e a própria diretoria da instituição. As informações sistematizadas vão ser levadas em plenária para que os delegados, que serão 647 ao todo, possam aprová-las?, disse Landi.

Pós Congresso ? Na avaliação do coordenador geral, a terceira etapa, pós congresso, será fundamental para que efetivamente sejam implementadas as propostas. ?A OCB, como cabeça do sistema, deve, em seu papel de representação nacional, dar suporte a esse fluxo de proposições que vão ser bem representativas. A OCB está completando 40 anos. É o momento de parar, dar uma pensada, uma reavaliada no passado, que foi importante, para analisarmos e projetarmos o futuro. A intenção é ter não só diretrizes para o cooperativismo brasileiro, mas um plano estratégico de fortalecimento do Sistema OCB, formado por 7.261 cooperativas e 8 milhões de cooperados?, completou.

Fonte: Ascom