Senado convoca ministro para explicar fim do Ministério da Cultura

Data da audiência ainda não foi marcada

A Comissão de Educação do Senado aprovou hoje (17) a convocação do novo ministro da Educação e Cultura, Mendonça Filho. Ele deve falar sobre as prioridades do setor e, especialmente,  sobre a extinção do Ministério da Cultura. A data para audiência pública ainda não foi marcada, mas  o presidente do colegiado, senador Romário (PSB-RJ), garantiu que será "o mais rápido possível".

Artistas e produtores

Os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Telmário Mota (PDT-RR), autores do requerimento de convocação, também propuseram ouvir em outra audiência pública artistas e produtores culturais. Entre os convidados propostos pelos senadores para participar do debate estão os cineastas Luís Carlos Barreto, Ana Muylaert e Cacá Diegues, a produtora Paula Lavigne, os atores Wagner Moura, Tiago Lacerda e Odilon Wagner.

Também serão convidados o cantor Roberto Frejat, e os ativistas Bia Barboza, do Coletivo Intervozes, e Pablo Capilé, do Movimento Fora do Eixo, além de professores universitários e representantes de museus e associações teatrais.

"Não vamos dourar a pílula. Nossa intenção é realizar um ato contra o fim do Ministério da Cultura, uma das primeiras medidas tomadas por um governo interino", disse Randolfe Rodrigues.


Novo ministro da Educação e Cultura, Mendonça Filho (Crédito: Reprodução)
Novo ministro da Educação e Cultura, Mendonça Filho (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações da Agência Brasil