Senado empossa suplente após morte de Romeu Tuma

O senador Romeu Tuma morreu no dia 26 de outubro, às 13h, de falência múltipla de órgãos

O presidente do Senado Federal, José Sarney (PMDB-AP), empossou nesta quarta-feira o primeiro suplente do senador Romeu Tuma (PTB-SP), que morreu no último dia 26 de outubro por falência múltipla de órgãos. Quem ocupará a vaga de Tuma até 2 de fevereiro do ano que vem será o ex-secretário de Relações Institucionais da Prefeitura de São Paulo, Alfredo Cotait Neto (DEM).

Em breve discurso após a posse, Cotait relembrou a trajetória política de Romeu Tuma, de quem era amigo desde 1994, e lamentou a morte do senador. "Ocupar uma cadeira no Senado Federal é um privilégio, uma honra e uma enorme responsabilidade, não importa quão efêmera seja essa ocupação. Espero fazer jus à biografia daquele que a ocupou antes de mim", disse.

O senador Romeu Tuma morreu no dia 26 de outubro, às 13h, de falência múltipla de órgãos. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para tratar um quadro infeccioso de afonia (perda ou diminuição da voz). Além de exigir cuidados médicos, o problema impediu Tuma de fazer campanha nas eleições de 2010. O candidato ficou em quinto na disputa pelo Senado em São Paulo e não se reelegeu.

Fonte: Terra, www.terra.com.br