Senado libera gestantes do trabalho por causa da nova gripe

O Senado vai instalar dispositivos de álcool em gel para as pessoas lavarem as mãos

O Senado Federal decidiu liberar a partir desta sexta-feira (14) as gestantes do trabalho devido à nova gripe. O ato não estabelece a data em que as funcionárias grávidas terão de voltar ao trabalho.

A decisão da Mesa Diretora tem como objetivo proteger as gestantes, que são consideradas um grupo de risco para a doença. A mesma decisão já foi adotada pela Câmara dos Deputados, assim como pelos governos do Distrito Federal e do estado do Rio de Janeiro.

Além da dispensa das grávidas, o Senado vai instalar dispositivos de álcool em gel para as pessoas lavarem as mãos e informar os servidores sobre a doença. A Casa já proibiu também a visitação turística desde o início da semana também para evitar o contágio.

Na quarta-feira (12), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária emitiu um alerta a médicos e profissionais de saúde para que gestantes sejam monitoradas após receberem o medicamento Tamiflu, usado no combate à nova gripe.

Câmara

Também nesta quarta, a Câmara iniciou um cadastramento de todas as gestantes da Casa. Até o momento, os gabinetes já informaram a presença de 49 mulheres grávidas no local, mas a expectativa é que o número aumente com o anúncio da dispensa.

Fonte: g1, www.g1.com.br