Mão Santa assina filiação ao PSC

Em seu discurso, o senador Mão Santa (PSC) disse que vem servir ao partido e multiplicá-lo com sua popularidade

O senador Mão Santa assinou a ficha de filiação ao Partido Social Cristão (PSC) na tarde desta quarta-feira (23), na Terceira Secretaria do Senado Federal, na presença da cúpula da sigla, deputados federais, senadores, e do ex-governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz, que também deve migrar para o partido.

Em seu discurso, o senador Mão Santa (PSC) disse que vem servir ao partido e multiplicá-lo com sua popularidade. ?Eu não vim ser servido, vim servir e fazer florescer a sigla no Piauí, um estado que precisa de Deus. E é injusto não dar o direito ao povo de fazer sua escolha nas urnas ?, pronunciou-se.

Segundo o presidente nacional da sigla, Vítor Nósseis, a presença do senador Mão Santa faz com que o partido se torne popular em todo o Brasil. ?O senador Mão Santa é conhecido nacionalmente, e com certeza dará à legenda um novo ânimo, um novo fôlego. Estamos muito felizes com essa aquisição?.

O primeiro senador presente a falar foi Arthur Virgílio (PSDB-AM). Segundo o parlamentar, Mão Santa é um dos mais solícitos membros do Congresso Nacional, e sua filiação traz ao PSC ?uma figura de mãos limpas, de espírito público, que diz o que pensa?.

Heráclito Fortes, também presente, disse que ?o PSC ganha um peixe grande?, de respaldo nacional?. Outro a pronunciar-se foi o senador petista Delcídio Amaral (MT), favorável ao retorno do senador ao Senado. ?Em 2011, o senador vai bater o ponto no Senado, porque o Brasil não pode ficar sem ele, muito menos o Piauí?.

Já o senador Paulo Duque (PMDB-RJ), revelou que ?a primeira pessoa que eu admirei no Senado foi o senador Mão Santa?. O líder do DEM no Senado, José Agripino Maia (DEM-RN) falou que Mão Santa é um home corajo, "que não se corrompe e que luta por seus ideais políticos e partidários".

Quanto ao ex-governador pelo Distrito Federal, Joaquim Roriz ? que também está deixando o PMDB ? ele avaliou que o senador Mão Santa ?é um homem por quem o Brasil vibra?. E indagou: ?como é que um homem assim tem dificuldade de ter legenda partidária??.

Também estiverem presentes o presidente da APPM, Francisco Macedo; o prefeito Joãozinho Félix, de Campo Maior; Dó Bacelar, de Porto; Zito de Água Branca; Heitor Gomes, de São Francisco de Assis do Piauí e Charles Fortes, de Campo Largo do Piauí.

Fonte: Ascom