Serra é multado por propaganda antecipada

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aplicou multa de R$ 5 mil ao candidato à Presidência da República

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aplicou multa de R$ 5 mil ao candidato à Presidência da República pelo PSDB, José Serra, e a um grupo de religiosos por propaganda antecipada em favor do candidato no ?28º Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários". O evento foi realizado no último 1º de maio, em Camboriú (SC).

Para o ministro Joelson Dias, apesar de algumas declarações durante o evento serem sobre as ações de Serra como ministro da Saúde e governador de São Paulo, o que não configuraria propaganda antecipada, o candidato infringiu a legislação pois ?buscou angariar a simpatia do público presente, transmitindo não só a ideia de que reuniria as condições ou aptidão para ocupar o cargo que ora pleiteia, já que responsável pela consecução dos feitos relatados, bem como divulgando as ações políticas implementadas?.

O ministro ressaltou ainda a semelhança entre expressões ditas por Serra, como ?nós vamos fazer mais? e ?podemos fazer mais e melhor?, com um dos principais motes da campanha eleitoral do candidato ? ?O Brasil pode mais?.

Quanto aos religiosos, o ministro destaca que não somente associaram o nome de Serra ao cargo que disputa, como foi expressamente manifestado apoio ao candidato , chegando a orarem em benefício de José Serra. O ministro afirma que um religioso, inclusive, convocou os presentes a apoiar Serra ?orando pelo candidato que, espera, seja eleito?.

O G1 tentou entrar em contato com representantes de José Serra e ainda não obteve retorno.

Fonte: g1, www.g1.com.br