Serra entrega carta de renúncia para disputar próxima eleição

Alberto Goldman será empossado na próxima terça (6).

José Serra já entregou sua carta de renúncia, oficializando, portanto, sua saída definitiva do governo do estado para disputar as eleições presidenciais de outubro.

Ofício publicado no "Diário Oficial" da quinta (1º) diz: "Tenho a honra de comunicar a Vossa Excelência minha decisão de candidatar-me a cargo eletivo, no próximo pleito de 3 de outubro deste ano. Por esse motivo, (...) solicito que seja dado conhecimento à augusta Assembleia Legislativa de que me afasto definitivamente do cargo de governador do estado no dia 2 de abril de 2010".

Pré-candidato à Presidência da República, Serra despediu-se na quarta-feira (31) do governo paulista durante evento no Palácio dos Bandeirantes. Ele evitou fazer um balanço com números da gestão, que afirmou que ainda continuará sob a administração do vice Alberto Goldman. A pré-candidatura do governador deve ser anunciada dia 10.

Secretários

Além de Serra, pelo menos sete secretários estaduais devem deixar o governo nos próximos dias para disputar as eleições de 2010 ou para ajudar os correligionários em campanha.

O ex-governador Geraldo Alckmin, provável candidato ao governo de São Paulo, vai deixar a Secretaria de Desenvolvimento, cargo que ocupa desde o final de janeiro de 2009. No lugar dele, assume o secretário-adjunto Luciano de Almeida.

O atual secretário da Casa Civil, Aloysio Nunes Ferreira, deixará o cargo para, possivelmente, tentar uma vaga no Senado. A assessoria de imprensa da Casa Civil, no entanto, só confirmou que ele deixará o cargo e não informou o nome de seu substituto.

Também possível candidato ao Senado, mas pelo Democratas, o atual secretário de Emprego e Relações do Trabalho, Guilherme Afif Domingos, deixa o cargo para o secretário-adjunto, Pedro Rubez Jeha.

Com saída prevista para o dia 1º, o secretário de Esporte, Lazer e Turismo, Claury Santos Alves Silva deverá ser candidato a deputado federal pelo PTB. A assessoria de seu gabinete ainda não sabe informar quem deve substituí-lo.

O atual secretário de Gestão Pública, Sidney Beraldo, reassume seu mandato de deputado estadual na Assembleia Legislativa para concorrer a deputado federal. O cargo dele na secretaria fica temporariamente com o secretário-adjunto, Marcos Monteiro.

Secretário de Relações Institucionais, José Henrique Reis Lobo, presidente do diretório municipal do PSDB, deve deixar o governo para ajudar na campanha. Embora não seja candidato e portanto não tenha prazo para sair, ele deve deixar a estrutura do governo para entregar-se apenas à campanha.

Fonte: g1, www.g1.com.br