Serra mira Nordeste e Dilma o voto feminino

Tucano e petista tentam conseguir o desempate nas pesquisas. Marina aposta em comitês

Os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) saíram a campo na última semana em busca de votos dando início à campanha oficial rumo à Presidência. O tucano e a petista precisam conquistar públicos diferentes para avançar nas pesquisas e desempatar o jogo. Os dois aparecem na liderança com intenções de voto bem perto dos 40%. Marina Silva, candidata do PV, está em terceiro e tem como desafio ultrapassar a barreira dos 10%.

Lançada candidata pelo PT sob o lema "Pátria Mãe, Pátria Mulher", em evento no qual a questão do gênero foi abordada como um dos pontos centrais da campanha eleitoral, Dilma até o momento não explicitou políticas públicas ou propostas que pretende implementar nesta área. O comando da campanha argumenta que a candidata vai discutir as propostas "ao longo do processo eleitoral" e que o combate à desigualdade entre homens e mulheres permeará todas as políticas públicas de um eventual governo Dilma.

Saudações e referências especiais às mulheres são frequentes nos discursos da candidata, que busca reduzir a desvantagem entre o eleitorado feminino, segmento onde seu principal adversário, José Serra (PSDB), tem vantagem de sete pontos porcentuais (41% a 34%), conforme a pesquisa Ibope feita entre os dias 27 e 30 de junho. A única ação já mencionada abertamente pela petista diz respeito à construção de 6 mil creches no País num período de quatro anos, o que auxiliaria as mães trabalhadoras.

Na luta para conquistar mais votos no Nordeste, região em que a petista tem vantagem, Serra foi prestigiar duas festas do chitão - espécie de celebrações pós-juninas - em dois municípios do interior do Ceará, Massapê e Marco no último fim de semana. Ele também visitou outras três cidades da região norte do Estado, sempre na companhia do candidato do partido ao Senado, Tasso Jereissati, e do candidato ao governo do Estado, Marcos Cals.

Na sequência, o tucano foi abordado por moradores do lugar que queriam apertar sua mão e pediam-lhe para tirar fotos ao seu lado. A comitiva que acompanhava os candidatos tucanos assistiu de perto à exibição da tradicional Quadrilha Esperança, que se apresentava em frente à Igreja Matriz. Já Serra, Tasso, Cals e o candidato a vice-governador, Pedro Fiúza, acompanharam o evento de um camarote.

Fonte: R7, www.r7.com