Serra prestará contas antes de oficializar candidatura

A cerimônia do balanço de suas ações ocorrerá no dia 31 deste mês, a partir das 15 horas, no Palácio dos Bandeirantes.

Antes de oficializar sua candidatura à Presidência da República nessas eleições, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), fará prestação de contas de sua gestão. A cerimônia do balanço de suas ações ocorrerá no dia 31 deste mês, a partir das 15 horas, no Palácio dos Bandeirantes.

"Todos os secretários estarão presentes, inclusive os pré-candidatos ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), a vice-governador, Guilherme Afif Domingos (DEM), e ao Senado Federal, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB). Vai ser um grande evento, com o balanço das ações realizadas e cumpridas por Serra à frente do governo paulista", disse um dos colaboradores do tucano.

O Diretório Estadual do PSDB em São Paulo já enviou aos correligionários um convite para essa cerimônia, com a ressalva de que se trata de um ato formal de governo e não de um ato político - ainda vetado pela legislação eleitoral. A direção da legenda no Estado pede a mobilização de todos, mas avisa que não se deve levar para este evento material de caráter eleitoral, faixas ou camisetas com frases de apoio a candidaturas.

"Contamos não somente com sua imprescindível presença, mas também com a sua participação na mobilização dos nossos filiados em sua cidade, para que este evento tenha grande repercussão, seja marcado pelo carinho e reconhecimento de todos nós e para que o governador Serra deixe o Palácio dos Bandeirantes nos braços do povo paulista e da militância tucana", diz o comunicado.

O convite ressalta também a proximidade "de um momento histórico" do qual a militância tucana faz parte. A oficialização da candidatura de Serra à Presidência da República está prevista para ocorrer no dia 10 de abril, num encontro nacional do partido e aliados em Brasília.

"Todos somos testemunhas do esforço do governo Serra para o desenvolvimento do seu município e de todo o Estado. Mobilize sua região e venha participar desse momento marcante e histórico para São Paulo, para o PSDB e para o Brasil", diz outro trecho do comunicado. E no final, é destacado: "Voo alto, Tucano", em resposta às insinuações feitas por alguns adversários de que tucano voa baixo.

Fonte: Estadão, www.estadao.com.br