Silas Freire pede que comando da PM e movimento fechem acordo

O deputado federal Silas Freire se manifestou sobre acontecimentos

Após conclusão de inquérito policial militar, foi solicitada a prisão de 15 líderes do movimento "Polícia Legal", deflagrado no último sábado. Para o comando da PM, o movimento compromete a estrutura da corporação.

O deputado federal Silas Freire se manifestou sobre os acontecimentos " Essa preocupação me levou a falar diretamente com o comandante da PM, coronel Carlos Augusto na busca de uma solução. Nesse momento de turbulência política, peço ao Governo do meu Estado, ao comando da PM e aos líderes da movimento Polícia Legal que cheguem a um entendimento." declarou o parlamentar. 

O movimento reivindica o envio e aprovação na Alepi da lei de promoção e a definição de um reajuste salarial para os próximos quatro anos, além de melhores condições de trabalho e conta com o apoio de policiais da capital e interior. 

O Polícia Legal já foi deflagrado em 2011. A categoria reclama que de lá até agora não houve avanço na estrutura e os policiais trabalham ilegalmente nos quarteis. 

"Ao mesmo tempo, que me preocupo com prisão de líderes do movimento, também me solidarizo com o pedido por melhorias de trabalho para a classe. Como representante do povo, me coloco à disposição para qualquer tipo de atitude que seja pelo entendimento entre todas as as partes envolvidas. O entendimento é a solução mais adequada para o momento" concluiu Silas Freire.

Fonte: Com informações da Assessoria