Silas Freire solicita esclarecimentos sobre morte de jovem em Elesbão Veloso

O óbito teria acontecido por falta de estrutura no Hospital Estadual Norberto Moura. O caso aconteceu em pleno feriado da Semana Santa.

A morte prematura do jovem Leonardo Barreto de apenas 26 anos chocou o município de Elesbão Veloso, a 168 km de Teresina. O que chama atenção são as circunstâncias do fato: o óbito teria acontecido por falta de estrutura no Hospital Estadual Norberto Moura. O caso aconteceu em pleno feriado da Semana Santa.


Diante do ocorrido, o deputado Silas Freire (PR) solicitou esclarecimentos por parte do secretário de saúde Francisco Costa em reunião onde estiveram presentes também o Superintendente de Pronta Atendimento Coronel Rebelo e ainda o vice presidenteda comissão de saúde da OAB - PI Eudes Alves. “Não queremos apontar culpados, queremos apurar o que houve. É uma vida perdida e nós lastimamos muito por isso. Todo cidadão tem direito de receber atendimento de saúde digno. O jovem reclamava de fortes dores e foi simplesmente mandado de volta pra casa e o pior: não havia médico de plantão. Isso no mínimo configura omissão”

Após ouvir os relatos, o secretário de saúde se comprometeu a apurar o que aconteceu “Abriremos um processo administrativo para este caso, esse paciente poderia ter sido transferido para outra unidade de saúde, temos que apurar também se os profissionais de saúde subestimaram as queixas do paciente, pois isso não é aceitável.” Sobre a ausência do médico plantonista, o gestor explicou que ele justificou a ausência pois estaria doente, mas não fez o comunicado a tempo de ser substituído .

Outro fato que chama atenção é que o hospital em questão estava sem direção, o secretário explicou que o interino havia sido exonerado e o diretor nomeado era também vereador do município mas não foi liberado das atividades da Câmara de Vereadores, mas o problema já foi solucionado e o hospital já tem direção definida.

O vice presidente da Comissão de Saúde da OAB-PI Eudes Alves se comprometeu a acompanhar de perto o processo administrativo “Foi realizado um boletim de ocorrência e a ordem está a disposição da família, essa morte precisa ter uma resposta, um esclarecimento e é necessário verificar onde estão as falhas para que não mais aconteça de cidadãos morrerem sem atendimento, também não é possível que hospitais fiquem sem médico e sem direção, isso é totalmente irregular” disse o advogado.

Com isso, o deputado Silas Freire aproveitou para cobrar ainda atendimentos mais humanizados especialmente nas transferências de pacientes para a capital, pediu que se dê atenção à questão dos medicamentos excepcionais e ainda cobrou um prazo para este processo administrativo esteja aberto. O prazo foi definido pelo Coronel Rebelo, na segunda ou terça feira o processo já estará aberto e serão feitas as considerações e apurações necessárias.

“Queremos destacar que estamos ao lado da população, não estamos aqui para apontar o dedo para as falhas mas para entender o que se passa e para contribuir, afinal de contas, a saúde é o bem mais essencial para a sociedade”, finaliza o deputado federal Silas Freire

Fonte: Assessoria