Sílvio mantém 66% e pode bater recorde, diz pesquisa Ipop

Os números mostram que o tucano caiu nas duas últimas pesquisas, enquanto Nazareno cresceu

Na ?ltima pesquisa do Instituto Piauiense de Opini?o P?blica (IPOP) sobre a corrida eleitoral em Teresina, o prefeito S?lvio Mendes (PSDB) mant?m vantagem de 45,2 pontos sobre o segundo colocado, o candidato do PT, Nazareno Fonteles. Prevalencendo os n?meros, S?lvio pode bater um recorde num?rico (vota??o acima de 250 mil votos) e relativa (com percentual de votos v?lidos superior ao de Wall Ferraz em 1992).

A nova pesquisa IPOP, contratada pelo Sistema Meio Norte de Comunica??o, foi realizada nos dias 27 de setembro a primeiro de outubro, ouvindo 400 pessoas. A margem de erro ? de 4,7%. A pesquisa foi registrada no Cart?rio Eleitoral no dia 26.

Os n?meros mostram que o tucano caiu nas duas ?ltimas pesquisas, enquanto Nazareno cresceu. Ainda assim, tem uma inten??o de voto (66,2%) tr?s vezes superior ? do petista (21%), segundo a pergunta estimulada. Os demais candidatos somam 3,7%. Nesse bloco dos pequenos partidos, Ismar Tavares (PCB) tem 1,25% de inten??o, seguido de Lourdes Melo (PCO), com 1%. Alexis Leite (PSol) e Major Avelar (PSL) aparecem ambos com 0,75%. Os indecisos s?o apenas 7,2%, e os que pretendem anular ou votar em branco somam 1,7%.

Para uma proje??o dos votos v?lidos adota-se o m?todo utilizado por institutos como DataFolha, que exclui do c?lculo os indecisos e votos nulos e brancos (total de 9%). Pela m?dia das inten?es (que pode valiar segundo a margem de erro), as inten?es de S?lvio podem ser projetadas em 72,8% dos votos v?lidos, enquanto Nazareno chegaria a 23,1%. Ismar

teria 1,4% e os demais somariam 2,7%. O percentual do prefeito significaria um recorde na atual fase democr?tica, superando o desempenho de Wall Ferraz em 1992 e de Firmino Filho em 2000, que ficaram entre 60 e 65% dos votos v?lidos.

Os n?meros do IPOP mostram ainda que Nazareno cresceu desde o in?cio da campanha. Tomando-se como base a pesquisa estimulada, o petista come?ou em junho com 11,4%, subindo para 12,7% pouco antes do

come?o da propaganda eleitoral no r?dio e TV. No in?cio de setembro chegou a 17,7% e agora est? com 21%. Desde o in?cio, a campanha era uma disputa de dois, configurando um segundo turno antecipado, j? que os

outros quatro candidatos apenas figuraram. Na primeira pesquisa, em junho, quando ainda apareciam os nomes de Edna Nacimento e Quem-Quem, os representantes de pequenos partidos somavam 5% das inten?es.

Em agosto, j? com os candidatos efetivos, tiveram 4%, caindo no in?cio de setembro para 2,5% e agora subindo para 3,7%.

Fonte: Fenelon Rocha, meionorte.com / TV Meio Norte