Sílvio Mendes prestará contas na quarta

A prestação de contas está sendo aguardada por alguns como a última do prefeito Sílvio Mendes à frente da administração municipal.

O prefeito Sílvio Mendes (PSDB) apresentará, nesta quarta-feira, a prestação de contas da administração municipal 2010, com referência ao ano base 2009. Pelo quarto ano consecutivo realizando a ação, o gestor da capital explica que essa é uma forma de apresentar para a população o que vem sendo feito com o dinheiro público. Por ser um ano eleitoral decisivo, a prestação de contas está sendo aguardada por alguns como a última do prefeito Sílvio Mendes à frente da administração municipal.

A apresentação será realizada a partir das 11 horas, no Palácio da Música, localizada na Rua Santa Luzia, s/número, Centro. Foram convidados para participar do evento, secretários, deputados e lideranças comunitárias. "Esse é um ato de formalizar o que está sendo executado pela Prefeitura com os recursos arrecadados dos impostos da população", enfatiza Mendes.

As ações administrativas executadas pela administração municipal estarão reunidas em um livreto que será entregue nas residências de todos os teresinenses. "A Prestação de contas contem um detalhamento das ações executadas em todas as pastas da administração municipal", explica a secretária executiva de comunicação da Prefeitura de Teresina, Xica Rocha, acrescentando que essa é uma maneira da população possa fiscalizar que as ações e os investimentos foram realizados.

Alguns governistas chegaram a afirmar que a ação seria mera promoção política do prefeito, que deverá sair candidato nas eleições deste ano. No entanto, Xica Rocha ressaltou que a prestação de contas não é uma campanha publicitária e não deve ser encarada como uma despedida da administração pública. "Não é uma campanha publicitária é uma prestação de contas que vem sendo feita desde que o prefeito assumiu a Prefeitura. Não deve ser encarada como despedida, até porque o prefeito ainda não se decidiu se sairá ou não para ser candidato", conclui. (M.M)

Fonte: Mayara Martins