Não tem lugar no mundo onde o Santander esteja ganhando mais dinheiro que no Brasil, diz Lula

Não tem lugar no mundo onde o Santander esteja ganhando mais dinheiro que no Brasil, diz Lula

A declaração é uma resposta à recomendação dada pelo banco de que uma eventual reeleição da presidente Dilma poderia rejudicar a economia do País.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira que ?não tem lugar no mundo onde o Santander esteja ganhando mais dinheiro que no Brasil?. A declaração é uma resposta à recomendação dada pelo banco a correntistas de que uma eventual reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) poderia prejudicar a economia do País.

?Aqui no Brasil o Santander ganha mais que em Nova York, Londres, Pequim, Paris, Madri e Barcelona?, disse Lula durante a cerimônia de abertura da 14 Plenária Estatutária da Central Única dos Trabalhadores (CUT), em Guarulhos, na Grande São Paulo. Na sequência, citando o presidente mundial do Santander, Emilio Botin, Lula pediu que a responsável pelo relatório fosse demitida ? o banco pediu desculpas pelo envio das correspondências e afirmou que um analista divulgou a recomendação sem consultar superiores.

?Botin, é o seguinte querido. Eu tenho consciência de que não foi você que falou, mas essa moça tua que falou não entende nada de Brasil e não entende nada de governo Dilma. Manter uma mulher dessa em um cargo de chefia? Pode mandar embora?, disse o ex-presidente.

Lula também lembrou que o mesmo temor de danos à economia apareceu durante sua campanha à Presidência e que o mesmo Botin foi ao seu comitê para dizer que o mercado, na verdade, ?não tinha nenhuma preocupação.? ?As pessoas diziam que os banqueiros não iam fazer investimentos, que o mercado ia correr. E ele fez um discurso dizendo que o mercado não tinha nenhuma preocupação e ia continuar investindo no Brasil porque sabia da nossa responsabilidade?, concluiu Lula.

CUT apoia Dilma

Todo o discurso do presidente Lula durante a abertura da plenária da CUT foi no sentido de convocar os sindicalistas a apoiar a reeleição de Dilma. Entre as deliberações do encontro da CUT, que vai até o dia 1 de agosto, está a votação do apoio à reeleição da presidente, mas a cerimônia desta segunda-feira deixou claro o apoio da central. ?Vamos eleger Dilma presidente e acabar com o tucanato de uma vez por todas?, disse Vagner Freitas, presidente da CUT.

Lula, por sua vez, disse não entender ?por que essa gente ofende tanto a Dilma? e afirmou que a presidente tem ?compromisso ideológico?, ?tem lado.? ?Eu acho que vocês não têm que ter outro compromisso, até o dia 5 de outubro, mais importante que as eleições?, disse Lula.

O ex-presidente ainda pediu para que os militantes ?não abaixem a cabeça? diante das provocações sobre corrupção e afirmou que está ?preparando um material sobre o tema.? ?Vocês serão provocados, mas não aceitem a provocação. Vamos falar de corrupção, estou preparando material para esse debate?, afirmou. ?Eu estou tocando nesse assunto porque é um assunto que deixa muita gente de cabeça baixa. A gente não pode baixar a cabeça?, concluiu.


SP: Brasil é país que dá mais lucro ao Santander, diz Lula

Fonte: Terra