STF pode acabar de julgamento do mensalão na próxima semana

Presidente afirmou que mudança na metodologia vai agilizar julgamento. Supremo está na fase de definição do tamanho das penas dos condenados

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres Britto, afirmou nesta quarta-feira (7) que o julgamento do mensalão deverá ser concluído na próxima semana, antes que ele, Britto, se aposente.

No próximo dia 18, o presidente do Supremo completa 70 anos e terá de se aposentar compulsoriamente. Ele será substituído na presidência do tribunal pelo ministro Joaquim Barbosa, relator do processo do mensalão.

O julgamento do mensalão será retomado nesta quarta (7), após mais de uma semana de suspensão devido à viagem de Joaquim Barbosa à Alemanha para tratamento de saúde.

Britto disse que Barbosa mudou a metodologia de apresentação das penas dos 25 réus condenados no processo, o que deverá agilizar o julgamento. Segundo ele, o relator pretende resumir a narrativa dos crimes cometidos pelos réus antes de apresentar o cálculo das penas.

?O clima esta semana foi de reflexão, de trégua mental, e nos levou a repensar a própria metodologia de trabalho. Joaquim disse que vai inovar na metodologia e isso nos faz supor que nas próximas quarta ou quinta sessão devemos concluir [o julgamento]?, disse ao deixar a cerimônia do IX Prêmio Innovare, que premia práticas inovadoras do Poder Judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública.

O presidente do STF afirmou que vai tentar acelerar a definição da dosimetria (tamanho das penas) na sessão extra da próxima sexta-feira (7), convocada para julgar uma ação penal contra o deputado federal Jairo Ataíde (DEM-MG), que está prestes a prescrever.

Fonte: G1