STF recebe pedido de inquérito para investigar filha de Roriz

Ela flagrada recebendo dinheiro do ex-secretário de Relações Institucionais do Distrito Federal

O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu nesta quinta-feira pedido de inquérito para investigar a deputada federal Jaqueline Roriz (PMN-DF), flagrada recebendo dinheiro do ex-secretário de Relações Institucionais do Distrito Federal Durval Barbosa, no escândalo conhecido como "mensalão do DEM". A solicitação para a investigação foi feito pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Segundo a assessoria da PGR, Gurgel solicitou ao ministro Joaquim Barbosa a autorização para que a Polícia Federal realize perícia no vídeo divulgado pelo jornal O Estado de S. Paulo, em que Jaqueline recebe a suposta propina durante a campanha eleitoral de 2006, e tome o depoimento da parlamentar. O ministro ainda não se pronunciou sobre o pedido.

Pedidos de cassação

O presidente da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil no Distrito Federal (OAB-DF), Francisco Caputo, afirmou mais cedo que a Câmara dos Deputados tem instrumentos legais para abrir um processo de cassação do mandato da deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF). Ele se reuniu com o presidente da Casa, deputado Marco Maia (PT-RS), para tratar do assunto. "Viemos trazer a preocupação da sociedade de Brasília com mais esse vídeo constrangedor e dizer que a Câmara, a nosso ver, tem instrumentos legais que possibilitam a abertura de investigação contra a deputada Jaqueline Roriz", afirmou.

Já o Psol apresentou a Marco Maia um pedido de investigação das denúncias contra a deputada. O partido quer que a corregedoria da Câmara apure a existência de irregularidades. Na próxima quarta-feira, quando a Comissão de Ética for instalada, o Psol deverá apresentar um pedido de cassação por quebra de decoro parlamentar.



Fonte: Terra, www.terra.com.br