STJ autoriza Arruda a receber atendimento de médico particular

Sobre encontro privado com advogados, ministro pediu parecer do MPF.

O ministro do Superior Tribunal de Justiça Fernando Gonçalves, presidente do inquérito do mensação do DEM de Brasília, autorizou nesta terça-feira (9) a visita de um médico particular ao governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido, ex-DEM). Arruda está preso na Superintendência da Polícia Federal desde o dia 11 de fevereiro, por determinação do STJ.

O pedido para que o governador fosse atendido por seu médico particular foi feito pelo advogado dele, Nélio Machado, nesta segunda (8)- dia em que Arruda fez exames em um hospital de Brasília após se queixar de inchaço no tornozelo. Segundo o STJ, a defesa do governador alegou que ele sofre de diabetes, cardiopatia e inchaço nos pés.

?O governador tem vários problemas de saúde. Temos insistido para que o médico particular, de confiança dele, possa atendê-lo, mas a Polícia Federal coloca dificuldades. Ele já vinha com problema de pressão há um tempo. O governador já não é uma pessoa absolutamente saudável e está submetido a uma situação de grande estresse?, disse Nélio Machado ao G1, na segunda.

O médico que será autorizado a visitar Arruda é o cardiologista Dr. Brasil, que costuma atender o governador.

A defesa de Arruda pediu ainda ao STJ que o governador seja autorizado a ter encontros privados com seus advogados na prisão. Na sala ele onde está preso na PF, há sempre um vigilante na porta. Além disso, os advogadas costumam ser acompanhados por agentes. Sobre este pedido, Gonçalves solicitou parecer do Ministério Público Federal antes de decidir.

Fonte: g1, www.g1.com.br