Tadeu dispara contra ""históricos"" do PDT

O prefeito de São Luís, Tadeu Palácio, disse, na manhã de hoje, em entrevista à Rádio Mirante AM

O prefeito de S?o Lu?s, Tadeu Pal?cio, disse, na manh? de hoje, em entrevista ? R?dio Mirante AM, que a sua decis?o de apoiar o candidato Fl?vio Dino (PCdoB) no 2? turno das elei?es municipais foi, principalmente, em raz?o de desaven?as partid?rias. Tadeu criticou duramente a executiva estadual do PDT que, para ele, n?o deu o apoio necess?rio no 1? turno ao candidato do partido, Clodomir Paz, e, ainda, determinou de forma mascarada qual candidato a milit?ncia pedetista deveria apoiar no 2? turno, neste caso, o tucano Jo?o Castelo.

- O partido, por determina??o da executiva estadual, tinha dado a liberdade para que seus filiados assumissem a posi??o que bem entendessem. Eu me contrapus a esta quest?o da liberdade, do partido se omitir e deixar a milit?ncia sem ter o rumo partid?rio. Mas como, o partido pregou a liberdade que cada filiado do partido seguisse um caminho, ent?o eu, Carlos Tadeu de Aguiar Pal?cio, prefeito de S?o Lu?s, de livre e espont?nea vontade, decidi prestar solidariedade e apoio a Fl?vio Dino por entender que ele tinha as melhores condi?es para ser o futuro prefeito de nossa cidade ? explicou.

Pal?cio explicou que durante a reuni?o da executiva do partido, esta semana, foi pregado um discurso de liberdade de escolha, mas que, por tr?s dos panos, mostrava o caminho que os militantes deveriam seguir neste 2? turno.

- Nosso partido na sua hist?ria sempre combateu o outro candidato (Castelo), todos j? um dia levantaram a bandeira contra ele. Porque, agora, de forma velada, se libera, mas com uma b?ssola, a b?ssola escondida dentro do bolso. O caminho ? esse aqui, mas est? todo mundo livre. O caminho ? esse aqui, mas a id?ia ? que se acompanhe um determinado candidato. Ent?o, como a ordem foi essa, eu peguei minha b?ssola que estava no meu bolso e escolhi o caminho que ela me indicou melhor, que foi o do candidato Fl?vio Dino ? revelou.

Tadeu Pal?cio n?o poupou nem ? executiva municipal do PDT, que para ele, agiu como ?calangos de parede?, aceitando passivamente a ?ordem? dada pela executiva estadual para apoiar um candidato tido em outras elei?es como advers?rio absoluto.

- Houve uma sugest?o e o que se viu foram os membros da executiva municipal, na sua maioria, batendo a cabe?a, como um calango de parede que fica sacudindo a cabe?a para cima e para baixo, sempre dizendo sim. Eu sou um homem determinado, acho que meu partido, o PDT, que tem hist?ria de luta nessa cidade, n?o pode de maneira nenhuma tomar uma pseudo posi??o de neutralidade. O que era legal era que o partido assumisse uma posi??o corajosa, de um partido combativo, que tem determina??o e que sabe o que quer - criticou.

Para Tadeu Pal?cio, o projeto pol?tico do PDT para as elei?es municipais deste ano ruiu por causa da divis?o partid?ria no 1? turno. Pal?cio aproveitou ainda para alfinetar a postura do governador Jackson Lago que, segundo ele, se omitiu por n?o ter coragem de assumir publicamente que apoiava o candidato do PSDB, Jo?o Castelo.

- O projeto pol?tico do PDT ruiu, n?o porque n?o quis, mas porque outras pessoas n?o ajudaram para evitar que ele ru?sse. Ent?o, terminou elei?es para n?s e n?s temos que ter ent?o uma op??o. Acho que a omiss?o, o faz de conta e esconde ? uma coisa muito feia, o homem p?blico tem que ter coragem, tem que colocar a cara de fora, ter coragem de dizer e determinar aquilo que ele assume. Ent?o foi essa forma, que o partido encontrou, n?o de dar a libera??o, mas de fazer uma dissimula??o, ou seja, oficializar de forma enganosa uma atitude que parecia tomada no 1? turno. V?rios segmentos do meu partido n?o tiveram a determina??o correta de apoiar o candidato do partido. Esconderam-se, fizeram as coisas de forma dissimulada e nos fomos fi?is ao nosso partido ? afirmou.

Quando questionado sobre o posicionamento do ex-candidato Clodomir Paz neste 2? turno e sobre uma poss?vel divis?o no segmento do PDT que o segue, Pal?cio explicou.

- Eu n?o sei qual ? a posi??o dele. Ela ainda n?o foi feita de forma oficial. O que se sabe s?o coisas extra-oficias. N?o vale a pena comentar. Eu falo apenas as coisas verdadeiras. Eu n?o sei se meu grupo est? dividido. Eu sou um homem de partido. Se estiver dividido, ? por conta de quem saiu do partido, que fugiu das regras do partido. Quem deixou de apoiar o partido quem deixou de dar colabora??o, de ter participado. Isso a? ? que ? feio. Eu n?o. Sempre estive do lado do meu partido, sempre, sempre, sempre! Nunca utilizei nenhum tipo de escudo, artimanha e artif?cio para colocar minha decis?o partid?ria de lado. Fui um cara muito correto. Tanto ? que, por exemplo: fui levando apoio ao Fl?vio Dino, ao 65, os partidos PPS, PHS, PSDC, PMN, PR, PRP e PTN. Todos esses partidos est?o acompanhando o prefeito Tadeu Pal?cio no apoio e na sustentabilidade ao candidato Fl?vio Dino ? disse.

Tadeu Pal?cio finalizou a entrevista dizendo que n?o sabe se mudar? de partido, em raz?o do ocorrido nessas elei?es.

- Isso ? coisa para se conversar l? na frente ? finalizou.

Fonte: Imirante, www.imirante.com.br