Tribunal de Contas rejeita denúncia da Adufpi contra reitor

Os ministros do TCU também decidiram arquivar denúncia formulada contra a atual gestão da UFPI.

Os ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) decidiram, por unanimidade, desconhecer representação formulada pela Associação dos Docentes da Universidade Federal do Piauí (Adufpi) contra a gestão do reitor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Luiz Júnior.

A alegação dos ministros do TCU para não concordarem em receber a denúncia foi a de que ela não atende aos requisitos mínimos de admissibilidade.

Os ministros do TCU também decidiram arquivar denúncia formulada contra a atual gestão da UFPI sobre o relacionamento da instituição com sua fundação de apoio, a Fadex (Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino e Extensão).

A denúncia tratava sobre a concessão de bolsas de estudo. Na mesma decisão, o TCU considerou não ter havido fracionamento de despesas nos pagamentos à empresa Compuservis Informática Ltda., conforme asseguravam os denunciantes e decidiu pelo arquivamento da representação, como consta no acórdão nº 2526/2009, do Plenário do TCU ao analisar o processo TC-008.560/2008- 8 (Denúncia).

O assunto foi objeto de apreciação pelo TCU em dois processos. Nos dois casos, a gestão da UFPI foi inocentada. Para o reitor Luiz Júnior, as decisões do TCU comprovam a lisura com que os recursos públicos são tratados na atual gestão e a fragilidade das constantes denúncias feitas contra ele.

“Decisões como essas, que nos inocentam das denúncias feitas contra a nossa gestão, nos dão mais tranquilidade e segurança para seguirmos no cumprimento da nossa missão que é a de tornar Universidade Federal do Piauí cada vez melhor e contribuindo cada vez mais para o desenvolvimento do nosso Estado”, afirma o reitor.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte