Portal meionorte.com BETA

PUBLICIDADE
ESCONDER
••• atualizado em 05 de Julho de 2012 às 11:40

"Queremos mostrar novas propostas para a sociedade", diz Solon

Waldelúcio Barbosa
PUBLICADO POR

Waldelúcio Barbosa


Repórter
Candidato à Prefeitura de Teresina, Daniel Solon (PSTU) Foto: Waldelúcio Barbosa

No 4° dia da série ?Conversando com o Candidato? do Programa Agora, Daniel Solon candidato do PSTU à Prefeitura de Teresina, apresentou suas propostas socialistas e diferenciadas para uma nova Teresina. O PSTU é um partido de esquerda que está envolvido com as lutas sociais. Daniel Solon é jornalista e professor da Universidade Estadual do Piauí (UESPI).

Segundo o candidato, o principal motivo para colocar seu nome a disputa da prefeitura municipal foi na intenção de tentar mostrar novas propostas para a sociedade teresinense, ?A gente acompanhou as decisões das candidaturas e constatamos que todos os candidatos têm as mesmas idéias, mesmos projetos, nós defendemos as inovações, temos propostas diferenciadas por uma Teresina mais socialista?, afirmou Solon. Na mobilidade urbana, ele pretende criar uma empresa de ônibus pública municipal para baratear o valor da passagem.

?Temos propostas de investir em um transporte público de massa, criando uma empresa pública municipal, acabando com o contrato das empresas privadas com o SETUT e assim conseguiremos baratear a passagem para R$ 1,00 real e dar livre passagem para estudantes?, ressaltou o candidato que defende que o serviço público deve ser de qualidade. De acordo com o professor, Teresina tem duas faces quando o assunto é saúde e educação, ?Uma funciona muito bem para aqueles que podem pagar e a outra face que é a da maioria da população são aqueles que não pode pagar?, pontuou o candidato.

Em seu plano de governo está a duplicação de investimentos para a saúde pública, assim como para a educação, investindo 10% do PIB e aumentando o piso salarial dos professores para R$ 2.300 reais. A segurança pública é outra preocupação do candidato, mas segundo ele o aumento do efetivo policial nas ruas não é a única solução, ?Temos que aumentar o número de empregos, lazer, cultura, esporte e educação e assim diminuir os índices de violência?, concluiu.







COMUNICAR ERRO

Comunique à Redação erros de português, informação ou técnicos encontrados nesta página:

  • Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente ao Portal Meio Norte
172576,noticias

Manchetes em destaque

ver todas as manchetes
Exibir em:

Redes Sociais

  • Google +1
  • Twitter
  • Instagram
  • Facebook