Teresa nega adesão PV de Piripir à Wilson

A campanha de Wilson divulgou que Antônio de Pádua era uma lideranças que haviam aderido à candidatura do governador

As adesões do PV no município de Piripiri à candidatura do governador Wilson Martins (PSB), foram negadas pela candidata do partido ao Governo estadual, a vereadora Teresa Britto. Ela, que também preside regionalmente a sigla, frisou que o vereador Antonio de Pádua, presidente do PV no município, é um dos mais atuantes militantes da campanha dos verdes no Estado. ?Ele nunca teve contato político com a coordenação de campanha do PSB?, frisou.

A campanha de Wilson divulgou que Antônio de Pádua era uma lideranças que haviam aderido à candidatura do governador durante sua visita à região nesta semana. ?Os outros grupos políticos tiveram mais de 30 anos para fazer algo por Pipiripi e não fizeram. Foi nesse governo que a nossa cidade recebeu atenção. Por isso apoiamos o 40, porque esse é o verdadeiro time de Lula e Dilma no Piauí?, teria dito o verde.

Britto acredita que estão tentando desestabilizar sua candidatura e minimiza a troca de apoios entre lideranças e candidatos no interior do Estado. ?Em uma campanha há muito jogo de poder, e quem sai de um partido para apoiar outro, geralmente está indo atrás de cargo ou dinheiro. É a perspectiva do poder pelo poder?, alfineta. A vereadora afirma ainda que mesmo focando em ?cuidar da própria candidatura?, está juntando provas para pedir a cassação do registro dos candidatos que, supostamente, estariam comprando votos.

?Irei levra a denúncia direto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI). Já tenho informações nesse sentido e irei buscar provas concretas?, enfatizou. Teresa reafirmou que, se algum filiado do PV decidir apoiar outros candidatos na campanha deste ano, será expulso da legenda. ?Essa é uma decisão nacional do partido, e já aconteceu em outros Estados com filiados que não estão seguindo o PV?, disse. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte