MEC: Teresina é a melhor capital do Nordeste, revela Ideb

MEC: Teresina é a melhor capital do Nordeste, revela Ideb

Segundo os dados da Semec, 60% das escolas alcançaram e/ou ultrapassaram as metas estabelecidas para este ano

Com sete das dez escolas que apresentaram melhor IDEB - Índice de Desenvolvimento da Educação Básica - em 2011 no Piauí, Teresina ocupa atualmente o 1º lugar entre as capitais do Nordeste.

A média da educação municipal foi 5,2 nas turmas de 5º ano, e 4,4 nas turmas de 9º ano, superando as metas projetadas e até as notas nacionais, que ficaram em 5,0 e 4,1.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Semec), o crescimento é ainda mais significativo quando analisados os desempenhos de cada escola.

Algumas elevaram suas médias em até 1,2 ponto, ultrapassando as metas elaboradas de acordo com a realidade das unidades de ensino. Segundo os dados da Semec, 60% das escolas alcançaram e/ou ultrapassaram as metas estabelecidas para este ano.

Ganhando destaque nacional, a Escola Municipal Bom Princípio revelou como uma escola pode atingir 7,7, a melhor do Piauí e um dos melhores resultados do Brasil. Em 2009, a escola apresentou IDEB de 6,7.

Com o auxílio de aulas de reforço, maior motivação e dedicação de professores e equipe gestora, este ano o desempenho foi ainda melhor, recebendo até uma visita da revista Veja.

A Escola Municipal Simões Filho também é referência em qualidade, a escola atingiu média 5.5 entre os Anos Finais. De acordo com a diretora Maria de Lourdes, um conjunto de ações positivas colaborou para os bons resultados da educação municipal de Teresina, principalmente a constante avaliação dos desempenhos.

"Temos muitos alunos premiados na escola, incentivamos a participação em olimpíadas, testes, concursos, tudo que complementa o estudo em sala de aula.

Além disso, acredito que a climatização das salas de aula e a dedicação de quem pensa na educação desses jovens, faz toda a diferença", declara a diretora.

O secretário municipal de Educação, professor Paulo Machado, formou uma equipe para percorrer as escolas que avançaram e as que não tiveram maior desempenho, avaliando com os diretores e professores como evoluir ainda mais, mesmo se posicionando em 6º lugar no ranking das capitais do Brasil, tendo ainda três escolas que já superaram as metas projetadas para 2021.

Fonte: Aline Damasceno