Teresina terá telefone para denunciar agressão à bichos

A medida servirá para animais domésticos e silvestres e, quem tiver conhecimento de maus-tratos contra os bichos

Com a sanção da lei municipal que institucionaliza um número de telefone para denúncia de maus-tratos aos animais, resta ao poder público realizar a implementação do decreto com a instalação do número telefônico responsável por registrar as denúncias de maus-tratos aos bichos.

Os gestores e militantes aguardam apenas a implantação do disque-denúncias e já planejam a criação de uma Delegacia Para a Proteção de Animais.

Para ser colocada plenamente em prática, é preciso definir se a Polícia Ambiental ou outra instância do órgão será responsável pela apuração das denúncias.

A lei proposta pela vereadora Teresa Britto propõe um número de telefone que será disponibilizado pela prefeitura para que as pessoas denunciem cidadãos ou empresas que não cuidam bem dos animais.

A medida servirá para animais domésticos e silvestres e, quem tiver conhecimento de maus-tratos contra os bichos pode denunciar sem ter a identidade comprometida.

Teresa pede urgência na regulamentação da diretriz pela prefeitura e Estado. Segundo ela, a implementação do disque-denúncia é uma discussão antiga.

"É de extrema importância que as pessoas conheçam o número do disque maus-tratos contra os animais, para que a comunidade saiba como denunciar".

A lei foi sancionada no último 16 de maio e requer atenção do poder público. O próximo passo para é a intitucionalização do disque. Para isso, foi encomendada uma audiência com o prefeito para trabalhar a a divulgação do disque para a população.

A vereadora Teresa Britto e os militantes da APIPA planejam conversar com o secretário de Segurança, Robert Rios, para averiguar a possibilidade de instalar uma delegacia para a proteção de animais.

Fonte: Olegário Borges