TRE/PI decreta perda do cargo eletivo de mais um vereador infiel

TRE/PI decreta perda do cargo eletivo de mais um vereador infiel

A Petição foi formulada pelo Ministério Público Eleitoral e o relator foi o juiz Sandro Helano Soares Santiago.

A quantidade de cassações de políticos considerados infiéis no Piauí aumentou ontem.

Na sessão realizada nesta segunda-feira, o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) decretou a perda do cargo eletivo, por desfiliação partidária sem justa causa, de Edmilson Memória Uchôa, vereador da cidade de Milton Brandão. A Petição foi formulada pelo Ministério Público Eleitoral e o relator foi o juiz Sandro Helano Soares Santiago.

O Tribunal determinou ainda que o presidente da Câmara Municipal de Milton Brandão emposse, no prazo de 10 dias, o 1º suplente da coligação que ainda permaneça filiado ao partido pelo qual foi eleito.

Estava em pauta, na mesma sessão, mais três pedidos do Ministério Público Eleitoral de decretação de perda do cargo eletivo, um em contra do vice-prefeito de Joaquim Pires, e outros dois em face dos vereadores, Francisco Geronço, e Francisco Mecejana da Silva Neto, ambos do município de Porto.

Em todos eles, as respectivas defesas alegaram preliminar de impossibilidade jurídica do pedido, o que ensejou a suspensão dos julgamentos em razão do pedido de vista do procurador regional eleitoral do Piauí.

BIOMETRIA - O TRE-PI também homologou ontem as revisões eleitorais biométricas realizadas nos municípios de Picos, Floriano e Francisco Santos. A homologação se deu de forma unânime e em consonância com o parecer do Procurador Regional Eleitoral. Foi relator o desembargador José Ribamar Oliveira.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte