TRE nega recurso e Vanderlei Luxemburgo não poderá ser candidato no Tocantins

A decisão foi tomada por maioria de votos, com entendimento divergente do juiz Marcelo Cordeiro

O Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) negou recurso interposto pelo técnico do Atlético (MG), Vanderlei Luxemburgo, que tentava transferir seu domicílio eleitoral para Palmas.

A decisão foi tomada na sessão desta quarta-feira, 24 de março, à tarde no exame do Recurso Eleitoral 985, relatado pelo juiz Hélio Miranda. Com a decisão Luxemburgo não poderá mais ser candidato no Tocantins nas eleições deste ano. Seu nome chegou a ser cogitado para disputar uma vaga ao Senado pelo PT.

Em dezembro de 2009, Vanderlei Luxemburgo requereu sua inscrição como eleitor de Palmas, mas a juíza da 29ª Zona Eleitoral, Silvana Maria Parfieniuk, indeferiu o pedido devido ao eleitor não comprovar residência há pelo menos três meses na cidade, conforme exigido pela legislação eleitoral.

Vanderlei recorreu ao TRE-TO para tentar modificar a sentença da juíza eleitoral de Palmas, mas a Corte negou seu pedido, seguindo o voto do relator Hélio Miranda e o parecer do Procurador Regional Eleitoral, João Gabriel Morais de Queiroz.

A decisão foi tomada por maioria de votos, com entendimento divergente do juiz Marcelo Cordeiro, que votou por conceder o domicílio eleitoral ao técnico de futebol.

Fonte: UOL