TRE-PI divide o tempo do PCO para os candidatos

A partir de hoje o tempo destinado para o PCO na propaganda eleitoral no rádio e na TV será redistribuído

A partir de hoje o tempo destinado para o PCO na propaganda eleitoral no rádio e na TV será redistribuído para os demais partidos e coligações que concorrem ao pleito de outubro no Piauí. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI), fez ontem uma distribuição proporcional dos 33 a 45 segundos que o PCO tinha antes das candidaturas da sigla serem impugnadas pela Corte. Para deputado federal, o PMN e a coligação “A Força do Povo” receberam uma fração igualitária do tempo, enquanto para o cargo de governador, foram beneficiados Geraldo Carvalho (PSTU), Romualdo Brazil (PSOL), Teresa Britto (PV) e Pastor Macêdo (PMN). Os senadores do PSL, PSOL e das coligações “Por um Piauí Novo” e “Para o Piauí seguir mudando” também receberam as sobras de tempo do PCO. No caso do deputados estaduais, PSOL, PT, PV, PSTU e a coligação “A Força do Povo” foram sorteados na redistribuição do tempo através de um programa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O sorteiro foi realizado pelos juízes da Comissão de Propaganda do Tribunal, Sandro Helano, Haydée Castelo Branco e José Acélio. “Foi uma distribuição matemática”, resumiu Helano. A candidata a governadora do PCO, Lourdes Melo teve o registro indeferido pela ausência de prestação de contas durante sua participação nas eleições para a Prefeitura de Teresina, em 2008, enquanto os demais membros do partido não apresentaram o DRAP (Demonstrativo de Regularidade Partidária). O TSE manteve a decisão do TRE-PI no julgamento realizado na semana passada. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte