TRE suspende cassação de prefeito de Alagoinhas

Os gestores são acusados de terem praticado os crimes de captação ilícita de sufrágio e abuso do poder

A cassação do prefeito do município de Alagoinhas, Clodoaldo de Moura Rocha (PT), e de seu vice, Francisco João de Carvalho, foi suspensa ontem pelo Tribunal Regional Eleitoral do Piauí. Essa foi a primeira ação do desembargador Raimundo Eufrásio como presidente da Corte. Clodoaldo havia sido cassado no último dia 19 pela juíza eleitoral de Pio IX, Nilcimar Rodrigues de Araújo Carvalho.

A presidente da Câmara Municipal, a vereadora Maria de Lourdes Silva (PSB), estava administrando a cidade após a decisão judicial. A parlamentar, porém, não havia conseguido entrar na sede da Prefeitura, já que o local permaneceu trancado. Clodoaldo Rocha afirmou, no entanto, que não foi comunicado oficialmente da cassação e, por isso, continuou com as chaves do prédio.

Os gestores são acusados de terem praticado os crimes de captação ilícita de sufrágio e abuso do poder econômico e político durante as eleições municipais do ano passado. Como Clodoaldo obteve mais de 50% dos votos em 2008, também foi determinado pela magistrada a realização de novas eleições no município no prazo de 90 dias.

O prefeito e o vice permanecerão nos cargos até o julgamento do mérito da ação cautelar.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte