TSE determina que TRE casse Joninha

Caso a cassação de Joninha seja confirmada, Sebim assume a vaga na Câmara de Vereadores

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Piauí faça um novo julgamento para determinar a cassação do vereador Jonas dos Santos Filho, mais conhecido como Jonhinha (PSDB). De acordo com o relatório do TSE, na época das eleições de 2008, Joninha estaria inelegível e, por conta disso, não poderia disputar o pleito eleitoral.

O acórdão da decisão já foi publicado no Diário Oficial da União e o novo julgamento deve ser realizado logo. As chances de Joninha ser absolvido são mínimas e o vereador reconhece a dificuldade de sua situação. Ainda assim, Joninha pretende se candidatar a deputado estadual ainda nas eleições deste ano. A candidatura é possível já que a sua situação no PSDB já esta regularizada perante a justiça eleitoral.

Mudança de partido

Joninha se candidatou a primeira vez ainda em 2004, em uma disputa pelo PCB. Após eleito, o vereador mudou-se pro PPS e, em 2007, fez nova mudança se filiando ao PSDB. No entanto, a migração para o ninho tucano aconteceu sem o ?aviso prévio? ao PPS, como determina a legislação, o que fez com que a atitude fosse caracterizada como dupla filiação.

Mudanças na Câmara

Caso a cassação de Joninha seja confirmada as mudanças irão dar uma nova composição à Camara de Teresina. O tucano perde o mandato de vereador e assume sua vaga na Câmara de Vereadores de Teresina o primeiro suplente do PSDB: Luiz Humberto Sebim. (M.M)

Fonte: Mayara Martins