Tucano classifica discurso do governador com repetitivo e superficial

Para o tucano os números apresentados pelo gestor condizem com as ações do Governo Federal

O deputado Marden Menezes (PSDB) classificou a Leitura da Mensagem do governador Wellington Dias (PT) proferido durante o retorno dos trabalhos da Assembléia Legislativa do Piauí, nesta terça-feira (02), como superficial e repetitivo. Para o tucano os números apresentados pelo gestor condizem com as ações do Governo Federal do que com o próprio Governo Estadual.

Marden argumenta que os números que apontaram melhores índices dos indicadores sociais, são observados em todos os estados do país, pois de acordo com o parlamentar de oposição, a economia brasileira começou a se solidificar continuamente desde a criação do Plano Real. ?Com a estabilidade adquirida com o Plano Real, obviamente que o país obteve uma capacidade maior para investimento?, observou.

Para o deputado, ao contrário do que foi apresentado pelo governador, onde destacou que um dos principais feitos do Governo Estadual petista foi a capacidade de planejamento, Marden destaca que a realidade não condiz com os feitos divulgados por Wellington Dias. ?O planejamento é o ponto falho desse governo, tomem como exemplo a infra-estrutura, que abrange a distribuição da eletricidade, nós sofremos um caos no final do ano?, lembrou.

Marden Menezes acrescenta que as ações do Governo Estadual em relação à capital do estado, Teresina, foram apoiar as iniciativas da Prefeitura Municipal, através do Governo Federal. ?As obras da Ponte do Sesquicentenário e do HUT precisavam de uma participação do Governo Estadual e Federal, e não de um favor, mas em oito anos, as obras de iniciativa do Governo Estadual, na cidade de Teresina, ainda não se concretizaram?, comentou.

Segundo Marden, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) obteve um desempenho vergonhoso, comparando com outros estados do Brasil, salientando que o Piauí não atingiu nem cinco por cento dos recursos que estavam previstos através do PAC.

?Vejam o exemplo do PAC , o exemplo da falta de planejamento do Governo Estadual é o Porto de Luiz Correia. O atual Secretário de Transportes do Estado já anunciou que a obra poderá ficar pronta em 2011. Será que uma obra que será passada para outra gestão significa um exemplo de planejamento??, indagou.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte