Tucanos vão ao TSE contra PT, Lula e Dilma Rousseff

A outra representação questiona o fato de o PT ter comparado o governo atual com gestões passadas

O PSDB entrou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com duas representações acusando o PT, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, de terem feito campanha antecipada. As representações foram protocoladas na quarta-feira (1).

Uma das ações diz que, no dia 29 de maio, Lula e Dilma inauguraram um complexo poliesportivo construído no Rio de Janeiro com dinheiro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). De acordo com o PSDB, o presidente teria feito de seu discurso durante o evento um ?palanque para as eleições de 2010? em favor da ministra.

A outra representação questiona o fato de o PT ter comparado o governo atual com gestões passadas no programa do partido na TV, que foi ao ar um dia antes do evento no Rio. Segundo o PSDB, os petistas teriam extrapolado o "limite da mera divulgação pragmática" para fazer propaganda eleitoral. ?É incontroverso que caracteriza propaganda eleitoral aquela que contrapõe uma gestão a outras?, dizem os tucanos na representação.

A Presidência da República informou que não vai comentar o assunto. O G1 entrou em contato com o Diretório Nacional do PT e a Casa Civil, mas ainda não obteve resposta.

O PSDB pede, além de multa para Lula, Dilma e o partido, a cassação do direito de transmissão de novas propagandas políticas do PT. As representações não têm data para serem julgadas.

Em maio, o TSE negou representação semelhante dos tucanos. O PSDB havia acusado o presidente e a ministra de terem feito campanha antecipada durante um encontro com prefeitos que aconteceu em fevereiro, em Brasília.

Fonte: g1, www.g1.com.br