W. Dias defende mudanças em critérios do programa Minha Casa

Este segmento respondeu por 1/3 dos empregos formais no estado somente com a contratação de mão de obra para o Minha Casa Minha Vida (MCMV)



O senador Wellington Dias esteve reunido com diretores e filiados do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) e Sindicato da Indústria de Cerâmica para Construção do Estado do Piauí (Sindcer), na sede da Federação das Indústrias do Estado do Piauí. O encontro foi proposto pelo parlamentar com o objetivo de escutar das duas categorias e da direção local da CEF o que está estabelecido atualmente entre os programas habitacionais do governo federal e a participação dos setores responsáveis pela construção civil no Piauí. Este segmento respondeu por 1/3 dos empregos formais no estado somente com a contratação de mão de obra para o Minha Casa Minha Vida (MCMV), segundo destacou na reunião o presidente do Sinduscon, Andrade Júnior.

Os construtores e ceramistas expuseram para Wellington Dias que, no atual momento, estão precisando de mudanças nas regras do Governo Federal para que possam manter a pujança desta área. Eles destacaram pontos que estão dificultando sua atuação no mercado local de construção, dentre eles, a portaria 325 do Ministério das Cidades que dispõe sobre os critérios de inclusão de municípios a serem atendidos pelo MCMV II.

Pelo regulamento, serão contempladas apenas cidades que se incluam nos seguintes requisitos: terem apontado crescimento populacional acima da média estadual, obtido aumento de 5% com relação à estimativa feita entre 2007 e 2010 e que tenham 70% da população concentrada na zona urbana. ?Por esta regra, apenas cinco municípios piauienses seriam contemplados pelo programa?, frisou Andrade Júnior.

O senador concordou com a reclamação dos construtores, lembrando que a permanência de tais instruções normativas representa um incentivo ao êxodo rural, portanto, carece de modificações urgentes.

Fonte: Jornal Meio Norte, www.jornalmn.com.br