Vereador agride jornalista durante entrevista

Sindicato dos Jornalistas de MT divulgou nota de repúdio

Um vereador da cidade de Pontes e Lacerda (MT) agrediu uma repórter da TV Centro Oeste, do SBT, na segunda-feira (28). O vereador Lourivaldo Rodrigues de Moraes (DEM), conhecido como "Kirrarinha", foi indiciado por lesão corporal e agressão e liberado sob fiança, segundo a Polícia Civil.

A agressão foi filmada pelo cinegrafista da TV Centro Oeste. As imagens foram colocadas pela emissora no site de vídeos Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=e1Yxy5OudyE

A jornalista Márcia Pache estava no Cisc (Centro Integrado de Segurança e Cidadania), da Polícia Civil, para entrevistar Moraes, que estava sendo indiciado por ?esbulho possessório e denunciação caluniosa?. Ao se aproximar do vereador, foi agredida com um tapa e caiu no chão. As imagens ainda mostram o vereador sendo contido e a jornalista se levantando para continuar a entrevista.

Na noite da segunda-feira, a repórter foi, com colegas da imprensa local, à Câmara dos Vereadores fazer um protesto contra a agressão. O vereador pediu desculpas à jornalista durante a sessão.

?Ele estava rindo enquanto pedia desculpas. É uma situação lamentável?, afirmou Márcia Pache ao G1. ?É uma pessoa totalmente desequilibrada, que agora é candidato a deputado estadual?, disse ela. A jornalista disse ter medo de novas agressões. "Não sei até onde esse descontrole dele pode ir", afirmou.

Moraes, por sua vez, se disse vítima de ?terrorismo? das emissoras locais desde que anunciou sua pré-candidatura e disse que a jornalista o "persegue". ?Essa menina nem repórter formada é. (...) Ela faz denúncias sem provas?, disse ele. ?Isso não exime o meu erro, é claro", afirmou. "Eu perdi a cabeça, foi errado de minha parte. Eu pedi desculpas para ela, para a imprensa, para as mulheres e para a sociedade. Isso não é do meu feitio?.

O Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor-MT) divulgou nota rechaçando a ?absurda agressão?. ?A entidade lamenta que em pleno século XXI profissionais da imprensa ainda sofram esse tipo de intimidação, desrespeito e atentado contra a integridade fisica. O Sindjor ressalta que mesmo nas situações em que os ânimos estejam acirrados, é preciso manter o respeito pelo cidadão e pelos profissionais?.

Fonte: g1, www.g1.com.br