Vereador reivindica e defende o movimento #acordaprefeito

Vereador reivindica e defende o movimento #acordaprefeito

Este movimento tem como objetivo alertar o prefeito de Teresina para os inúmeros problemas da população

As obras do hospital do bairro Monte Castelo em Teresina, estão inacabadas e paradas, com isso, continua prejudicando a população usuária e contribuindo para aumentar o caos no Hospital de Urgência de Teresina-HUT. Embasado nisso, o vereador Edvan Silva- PTC, se pronunciou hoje pela manhã (09/04) no grande expediente no Plenário da Câmara Municipal de Teresina- CMT, dando continuidade ao movimento #acordaprefeito. Que consiste em trazer à tona reivindicações corriqueiras da sociedade que ficam a cargo do poder público municipal.

Este movimento tem como objetivo alertar o prefeito de Teresina para os inúmeros problemas da população. Com isso, tentar solucioná-los para que a comunidade tenha uma qualidade de vida melhor.

Na sessão cedida ao vereador, seu discurso foi muito bem aceito pelos demais parlamentares e contou com apartes dos vereadores Samuel Silveira, Teresa Britto, Dudu, Toinho Aguiar, Graça Amorim, Gilberto Paixão, dr.Pessoa, Paulo Roberto e Antonio José Lira, os mesmos apoiaram o movimento #acordaprefeito.

?Para a conclusão da obra está faltando: a cobertura, a parte de revestimento, instalações elétrica, hidráulica, sanitária e o piso. O hospital quando concluído vai contar com 39 leitos, sendo distribuídos 28 em enfermarias para adultos e 11 para atendimento pediátrico, bem como 05 consultórios médicos e 01 odontológico, além de adequada área administrativa, inclusive com moderno consultório?, relatou o vereador Edvan Silva, que ainda completou : ?Esse é o papel de um vereador, atender as necessidades da sociedade, estar junto dela. Ouvir os problemas de cada um, respeitar os direitos do ser humano. Nós devemos respeitar a opinião dos gestores, mas nós não podemos ficar de braços cruzados?.

Em seu pronunciamento anterior, onde foi dado início ao movimento #acordaprefeito, foi exposto os problemas do bairro Parque Jacinta na Vila Santa Clara, onde a escola municipal se encontra em condições inadequadas para uso, as ruas estão cheias de mato e sem calçamento e no residencial Jacinta Andrade, zona norte da capital, os portadores de deficiência física reclamam do pagamento de taxas ilegais e da falta de acessibilidade.

Fonte: Assessoria