Vereador propõe instalação de distrito industrial exclusivo para zona Sudeste

Existe a necessidade de haver um espaço reservado exclusivamente para as indústrias na zona Sudeste da capital

A Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), está analisando a possibilidade de instalação de um novo polo industrial na cidade, desta vez localizado na zona Sudeste.

Para tratar sobre esse projeto, a secretária executiva da pasta, Monique Menezes, esteve reunida com representantes da Coometal (Cooperativa dos Metalúrgicos e Serralheiros de Teresina), uma das entidades que defende a implantação do novo polo.

Durante o encontro, que foi intermediado pelo vereador Antônio Aguiar (PROS), o presidente da Coometal, Renato José Camelo, destacou a necessidade de haver um espaço reservado exclusivamente para as indústrias na zona Sudeste da capital.

Ele explica que, atualmente, essas firmas ficam situadas em bairros residenciais, o que acaba interferindo na qualidade de vida dos moradores e, ao mesmo tempo, impedindo o crescimento dos micro e médio-empresários.

Para o vereador Antonio Aguiar, o novo distrito industrial contribuirá de forma decisiva para acelerar o desenvolvimento da região Sudeste. O parlamentar cita o exemplo das zonas Sul e Norte, que experimentaram um expressivo impulso em suas economias a partir da instalação dos respectivos polos industriais.

"Nós entendemos que o desenvolvimento de uma cidade perpassa, necessariamente, pelo setor da indústria. Teresina tem crescido muito por conta da sua ótima localização geográfica, no meio norte do Brasil.

Então, quanto mais nós avançarmos nesse segmento da economia, mais nós conseguiremos transformar isso em benefícios para a população, seja através da geração de emprego e renda, ou mesmo por meio do aumento da arrecadação de impostos, que serão convertidos em novas obras e serviços públicos", observa Aguiar.

Durante a audiência na Semdec, a engenheira Márcia Stafy, que integra a equipe da pasta, sugeriu alguns locais na zona Sudeste em que o novo distrito poderia ser hospedado. Um dos terrenos cogitados fica na localidade Taboca, a menos de 5 km do bairro Dirceu.

Fonte: Jornal Meio Norte