Vereadora acusa parlamentar de votar no seu lugar durante sessão

O vereador que foi acusado negou e afirmou que estava só levantando

Um caso polêmico está sendo registrado na política de Curitiba. Isso porque o vereador Pastor Valdemir Soares, do PRB, está sendo acusado pela também vereadora Julieta Reis, do DEM, de votar em nome dela durante uma sessão na Câmara Municipal do município.

Imagens de câmeras de segurança do local mostram o possível momento em que o parlamentar usa o terminal de voto da colega que não estava presente na sessão e mesmo assim teve o seu voto registrado. Mesmo com as imagens, o vereador negou as acusações.

“Alguém votou por mim, como é que o meu nome apareceu se nem na sessão eu estava? Por osmose ninguém vota. Pelas imagens parece ser o pastor Valdemir, que é o meu companheiro de bancada”, declarou ela.

O caso inusitado aconteceu na quinta-feira (31/03). Na ocasião, a sessão começou pela manhã e se estendeu à tarde, mas a vereadora não havia voltado do almoço. A primeira emenda votada definiria se as faltas dos professores que fizeram greve deveria ser perdoada pela prefeitura.

O equipamento registra o voto dos vereadores sem precisar de senha. Nas imagens da gravação é possível ver que o aparelho de Julieta Reis estava piscando e após o toque de Valdemir pararam de piscar.

“Eu não apertei, queria provas de que eu parte. Gostaria de imagens, meu movimento foi de levantar e sair. Se houve algum erro foi na questão técnica”, disse o pastor.

Pastor supostamente votando em sessão (Crédito: Reprodução)
Pastor supostamente votando em sessão (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do G1