Vereadora defende parceria de escolas e MP no combate à violência

A vereadora defendeu a parceria na câmara nesta sexta-feira

Image title

A vereadora Rosário Bezerra (PT) representou a Câmara Municipal de Teresina na solenidade de lançamento do Projeto “Lei Maria da Penha nas Escolas: desconstruindo a violência, construindo diálogos”. O projeto, lançado hoje (23), no auditório do Ministério Público, levará para as escolas estaduais estratégias pedagógicas que envolvam o alunado no combate à violência contra a mulher.

O objetivo é que os adolescentes tornem-se multiplicadores da cultura de paz. A vereadora Rosário Bezerra destaca que levar o debate sobre a violência contra a mulher para as escolas é fundamental para mudar o pensamento da nova geração.

“As ações deste projeto construirá um novo pensamento e comportamento para os meninos e meninas. Não podemos mais assistir a tantos casos de violência contra a mulher. A cultura do machismo já está ultrapassada. Vivemos a fase do empoderamento da mulher. E saber que instituições como o Ministério Público, o Poder Judiciário e a Secretaria Estadual de Educação do Piauí acreditam nesta mudança é gratificante”, comemora Rosário Bezerra.

O promotor de Justiça Francisco de Jesus Lima, idealizador do Projeto Lei Maria da Penha nas Escolas, destaca que a parceria entre os órgãos da educação e do Judiciário abre novas possibilidades. “O projeto dá voz aos professores que, por sua vez, sensibilizam os alunos. São estes jovens que levarão cultura de paz e de respeitos às nossas mulheres”, avalia.

Nesta fase do projeto, 19 municípios da 18ª Gerência Regional de Ensino, responsável pelos municípios da grande Teresina, receberão as oficinas de planejamento. Ao total, 53 escolas deverão realizar atividades pedagógicas sobre a Lei Maria da Penha.

A professora Amparo Veloso, representante da Seduc na solenidade, afirma que o projeto já tem apresentado resultados. “O exemplo de como os jovens se envolvem positivamente com este projeto são as apresentações culturais, como, por exemplo, a dupla de repentistas e do grupo de teatro que se apresentaram aos professores e autoridades. Os jovens escolhem uma linguagem para levar a mensagem da Lei Maria da Penha e se tornam agentes transformadores da realidade. Com isto, acreditamos que a violência contra a mulher será diminuída em nosso Estado”, encerra Amparo Veloso.

Fonte: Portal MN