Vereadores apuram denúncias contra HUT

Os parlamentares se reuniram com o diretor do hospital Gilberto Albuquerque, em busca de informações sobre a atual situação do serviço de urgência

A Comissão Permanente de Meio Ambiente, Saúde, Saneamento Básico e Assistência Social da Câmara Municipal de Teresina, realizou nesta segunda-feira (25) uma visita ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Os parlamentares se reuniram com o diretor do hospital Gilberto Albuquerque, em busca de informações sobre a atual situação do serviço de urgência oferecido à população.

Segundo o vereador Carlos Filho (PTB), vice-presidente da Comissão, a intenção é tomar conhecimento da real situação do que está acontecendo com o HUT, principalmente por conta da paralisação dos servidores. ?Nossa visita é uma forma de tomarmos conhecimentos sobre as dificuldades do Hospital, para que possamos interceder e sugerir saídas para a Prefeitura?, acrescentou.

A reunião contou com a participação dos representantes do Sindicato dos Servidores Municipais (Sindserm) e da representante da Comissão de Direito da Saúde da OAB -PI, Cínthia Ayres. Na oportunidade, o diretor do hospital Gilberto Albuquerque apresentou as principais dificuldades do HUT, destacando o setor de neurologia e cirurgias vasculares que não estão conseguindo atender a procura dos pacientes.

?Setores como Neurologia, Cirurgias Vasculares e Pneumologia, estão deixando a desejar nos atendimentos. O HGV não está resolvendo o que era sua obrigação mínima, o que aumenta ainda mais nossa demanda de pacientes?, disse o diretor do hospital. A comissão escutou os representantes do Sindicato dos Servidores Municipais que reclamaram da falta de interesse do prefeito de Teresina, Firmino Filho para realizar a negociação.

Na oportunidade, o vereador Carlos Filho pediu ao presidente do Sindserm, Sinésio Soares, para flexibilizar a escala de trabalho a fim de que o atendimento aos pacientes não seja comprometido. ?É necessário que os dois hospitais, tanto o HUT e o HGV tenham atendimento de urgência assim os servidores não ficam sobrecarregados?, disse o vereador.

O parlamentar também cobrou que os hospitais de bairros tenham atendimento de urgência, defendo a criação de um hospital na zona norte da capital. ?Vimos que está inviável o funcionamento do HUT dessa forma e a tendência é aumentar os problemas?. finalizou o vereador. Ainda no encontro, os vereadores receberam denúncias de diversas classes profissionais, como técnicos de radiologia, técnicos de enfermagem, de que há sobrecarga de trabalho e que a Prefeitura de Teresina cortou no mês de janeiro as horas extras, insalubridade e o abono de férias.

Os vereadores Teresa Britto (PV), Cida Santiago (PHS), Celene Fernandes (PT do B), Edvan Silva (PTC), Gilberto Paixão (PT), também participaram da visita.

Fonte: Ascom