Vereadores comemoram inauguração da ponte do bairro Mocambinho

Vereadores comemoram inauguração da ponte do bairro Mocambinho

A primeira audiência pública realizadal para discutir a viabilidade da construção da ponte foi em 2007.

A ponte sobre o rio Poti, que liga os bairros Mocambinho e Pedra Mole, que será inaugurada hoje, é motivo de comemoração dos vereadores da capital. A primeira audiência pública realizada pela Câmara Municipal para discutir a viabilidade da construção da ponte foi realizada no dia 16 de abril de 2007, no plenário da Casa.

Na época, os propositores foram os vereadores R. Silva, Dr. Pessoa, Teresa Britto, Jacinto Teles, Graça Amorim, Odaly Medeiros e Elizeu Aguiar. Como encaminhamento, várias reuniões nos próprios bairros foram realizadas para ouvir a população e discutir soluções.

“Esta ponte é uma luta de muito tempo e vai repercutir em toda a capital, pois vai facilitar o deslocamento de veículos, diminuir engarrafamentos, além de promover o desenvolvimento econômico da região, que antes ficava isolada. Nós vereadores, como representantes do povo, estamos satisfeitos pelo trabalho e pela luta junto com a população de Teresina”, afirma o presidente da Câmara Municipal de Teresina, vereador Edvaldo Marques.

As obras tiveram início em março de 2009 e tinham um orçamento de R$ 15.674.826 milhões, com recursos do Governo do Estado. A ponte beneficia mais de 100 mil pessoas que moram em bairros como Portal da Esperança, Buenos Aires, Alto Alegre, Anita Ferraz, Socopo, Pedra Mole, conjuntos Jacinta Andrade, Parque Brasil, Santa Sofia e Mocambinho.

A obra vai repercutir em toda a capital, ao facilitar o deslocamento de veículos, diminuindo engarrafamentos em outros pontos da cidade. Uma comissão composta pelos vereadores Edvaldo Marques, R. Silva, Valdemir Virgino, Dr. Pessoa, José Ferreira, Rosário Bezerra e Teresa Britto, realizaram reuniões no bairro para acompanhar o desenrolar da construção.

O presidente da Associação de Moradores do Mocambinho, Luiz Pereira de Araújo, o seu Chimba, passou 14 anos colhendo assinaturas para a realização desta obra. Foram 10.700 assinaturas.

“Essa ponte sempre foi um sonho para os moradores desta região e vai resolver muitos dos nossos problemas. Os vereadores sabiam disso e vinham participar com a gente. Na época, depois de colher as assinaturas eu enviei um ofício para a Câmara Municipal e a Assembleia Legislativa e a população recebeu o apoio, pois este acesso ao bairro Mocambinho é um caminho para o desenvolvimento”, enfatiza Chimba.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte