Vereadores discutem ampliar atendimento em saude mental em Teresina

Audiência será realizada na câmara municipal próximo dia 13/10

Image title

Uma audiência pública será realizada nesta terça-feira (13), a partir das 10h, na Câmara Municipal de Teresina, para discutir a necessidade de ampliação no atendimento em saúde mental na capital. A audiência é proposta pela vereadora Teresa Britto (PV).

De acordo com o que preconiza o Ministério da Saúde, a quantidade de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) - que oferecem atendimento assistencial e clínico para pessoas com algum tipo de transtorno mental ou dependência química – deve ser proporcional ao número de habitantes do município. Segundo a vereadora Teresa Britto, a quantidade de vagas oferecidas para esse público não atende a demanda da capital.

“O que propomos nessa audiência pública é a necessidade urgente de se enfrentar o problema e chamamos atenção para que a Prefeitura de Teresina volte o olhar para essa situação e tome como prioridade de investimentos”, afirma.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) cerca de 450 milhões de pessoas no mundo sofrem ou sofrerão de problemas mentais, neurológicos ou comportamentais. Entre crianças e adolescentes, o número sobe para 20% da população. Outro dado da OMS demonstra o risco que correm os portadores: cerca de 800 mil pessoas suicidam-se todos os anos. As doenças mentais são uma das principais causas tratáveis de suicídio.

“Dados do Mapa da Violência apontam que Teresina está entre as cinco capitais com a maior taxa de suicídios entre a população jovem. Dessa forma, essa audiência pública é de suma importância, visto que vamos discutir mecanismos viáveis de atendimento aos casos de saúde mental, além de cobrar do Executivo a criação de novas unidades de atendimento”, conclui.

Fonte: Portal MN