Vereadores eleitos gastaram R$ 1,3 milhão durante campanha eleitoral

O vereador reeleito Dr. Pessoa, segundo mais votado na capital, lidera a lista de gastos de campanha.

Os 29 vereadores eleitos de Teresina declaram gastos durante a campanha eleitoral que somam R$ 1.336.450,04. O prazo para envio da prestação de contas final de campanha se encerrou na última terça, dia 06. Todos os vereadores eleitos encaminharam os documentos comprobatórios de gastos e receitas ao Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI). As principais despesas dos vereadores eleitos foram publicidade em materiais impressos, correspondências e despesas postais e combustíveis e lubrificantes usados durante a campanha em Teresina.

O vereador reeleito Dr. Pessoa, segundo mais votado na capital, lidera a lista de gastos de campanha com despesas que somaram R$ 120 mil. Em seguida, aparece o vereador eleito Carlos Filho ? que vai voltar a ocupar uma cadeira na Câmara em 2013 após não conseguir a reeleição em 2008 ? tendo somado gastos de R$ 95.789,00. Logo depois aparece a vereadora reeleita Rosário Bezerra com gastos de R$ 94.222,67. O vereador Major Paulo Roberto, outro nome que conseguiu a reeleição, gastou R$ 87.375,58.

O vereador Edson Melo, veterano no parlamento, gastou R$ 78.767,51. O vereador eleito Dudu, que pela primeira vez conseguiu um mandato na Câmara, gastou R$ 75.854,91 na campanha em Teresina. O vereador Joninha, reeleito, declarou ter gastado R$ 76.175,57.

O vereador reeleito Rodrigo Martins declarou gastos de R$ 63.801,03; o vereador, também reeleito, Pastor Levino informou a Justiça Eleitoral gastos de R$ 57.929,97. Paixão, que vai estrear no próximo ano no parlamento, declarou gastos de R$ 55.889,10. Luiz Lobão disse ter gasto R$ 54.419,42 para se reeleger; Aluísio Sampaio somou gastos de R$ 52.023,21 para chegar pela primeira vez a Câmara.

A vereadora campeã de votos, Graça Amorim, declarou ter gasto na campanha R$ 50.529,61, número abaixo da média dos primeiros colocados na campanha em Teresina. O vereador Inácio Carvalho volta para a Câmara com gastos de R$ 45.804,43. Tiago Vasconcelos, com passagem pela direção do Detran, foi eleito tendo declarado gastos de R$ 45.051,36.

O vereador eleito Antônio José Lira que enfim conseguiu um mandato declarou ter gasto R$ 36.480,00. A veterana Teresa Britto, 6ª mais votada na capital, informou gastos de R$ 35 mil. Paulo Roberto, que conquistou seu mandato pelo PTB, disse ter gastado R$ 31.541,01. Já o Coronel Edvaldo Marques, atual presidente da Câmara, informou ter gastado apenas R$ 30.944,06. O petebista Antônio Aguiar, que ocupou a presidência da Fundação Wall Feraz, gastou R$ 29.448,24. Luis André, do PPS, que vai exercer seu primeiro mandato comprovou gastos de R$ 27.448,95.

Fonte: Ananias Ribeiro