Vereadores vão investigar concursos da Prefeitura de THE

Os vereadores argumentam que o prefeito Sílvio Mendes (PSDB) é pré-candidato à governador e, por isso, as contratações teriam cunho eleitoral

As reportagens publicadas ontem no Jornal Meio-Norte sobre as contratações irregulares de terceirizados pela Prefeitura de Teresina gerou reação nos vereadores da capital. Décio Solano (PT) e R.Silva (PP) irão protocolar hoje uma ação no Ministério Público Eleitoral pedindo que o procurador regional eleitoral, Marco Aurélio Adão, investigue também o concurso de 2.636 vagas anunciado esta semana pela PMT.

Décio argumenta que o prefeito Sílvio Mendes (PSDB) é pré-candidato à governador e, por isso, as contratações teriam cunho eleitoral. ?É uma campanha antecipada, com promessas de emprego?, pontuou. Para o petista a administração do salário de servidores por associações e fundações são ?suspeitas?.

O vereador comparou ainda o tratamento da Justiça Eleitoral em relação à Prefeitura e ao Governo estadual. ?A justiça tem que ser uniforme. Quando o governador Wellington Dias assumiu o Governo e fez um seletivo para vigias terceirizados a Justiça pediu que fosse feito um concurso público?, reclama Solano.

PREFEITO- Sílvio Mendes admitiu que a PMT irá fazer modificações nos contratos dos terceirizados com as empresas e rebateu as críticas da oposição garantindo que na quarta-feira foi realizada uma reunião com o Ministério Público do Trabalho para tratar do assunto. ?Tudo o que fazemos tem amparo legal e as pessoas contratadas não serão demitidas. O que houve foi que o fundo que algumas empresas deveriam ter para cobrir indenizações não estava sendo feito?, explica. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte