Vitorioso em SP, Lula não obtém virada em 5 cidades que visitou

Vitorioso em SP, Lula não obtém virada em 5 cidades que visitou

Lula não consegue "virada" em 5 cidades que visitou durante o segundo turno

Apesar de ter conseguido eleger Fernando Haddad (PT) prefeito de São Paulo, após ?virada? sobre o tucano José Serra, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não conseguiu repetir o feito em outras cinco cidades nas quais se envolveu diretamente na campanha.

No segundo turno, Lula, recém-recuperado de um câncer na laringe, participou de comícios e eventos de campanha em 12 cidades do país. No Estado de São Paulo, foi a Santo André, Mauá, Campinas, Diadema, Jundiaí, Guarulhos e Taubaté, além da capital. No restante do país, o ex-presidente visitou Fortaleza, João Pessoa, Salvador e Cuiabá.

Os candidatos apoiados por Lula chegaram em desvantagem no segundo turno em cinco dos 12 municípios visitados pelo ex-presidente. Apenas na capital paulista o candidato apoiado por Lula conseguiu reverter o placar do primeiro turno e vencer o pleito no segundo. Em Salvador, Cuiabá, Campinas e Taubaté, os candidatos de Lula foram derrotados.



Na capital baiana, onde Lula fez comício no último dia 24 junto com a presidente Dilma Rousseff, ACM Neto (DEM) e Nelson Pelegrino (PT) encerraram o primeiro turno praticamente empatados, com 40,2% e 39,7%, respectivamente. No segundo turno, o herdeiro de Antonio Carlos Magalhães sagrou-se vitorioso, com 53,5% dos votos, ampliando a vantagem para o petista.

Em Cuiabá, a disputa no primeiro turno também foi acirrada, com 44% dos votos para Mauro Mendes (PSB) e 42,3% para Lúdio (PT). Lula esteve na capital mato-grossense também em 24 de outubro e, a exemplo do que ocorreu em Salvador, sua presença não surtiu efeito: o candidato petista foi derrotado pelo socialista, que aumentou a diferença entre ambos (54,6% a 45,3%).

Já em Campinas, Márcio Pochmann, ex-presidente do Ipea (Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas) na gestão de Lula, foi derrotado com folga por Jonas Donizette, que obteve 57,7% dos votos válidos no segundo turno. O ex-presidente participou de comício com Pochmann, novamente ao lado de Dilma, em 20 de outubro.

Em Taubaté, a presença de Lula no último dia 25, a três dias das eleições, não alterou o quadro desfavorável para o candidato petista Isaac do Carmo, que obteve 25,5% dos votos no primeiro turno, ante 48,7% de Ortiz Júnior (PSDB). No segundo turno, o tucano vendeu com 62,9% dos votos.

Candidatos de Lula sofrem viradas

O ex-presidente ainda viu dois de seus candidatos em que apoiou diretamente tomarem viradas. Em Fortaleza, visitada por Lula em 23 de outubro, Elmano de Freitas (PT), que terminou o primeiro turno um pouco a frente de Roberto Claudio (25,4% a 23,3%), acabou derrotado no segundo, após o socialista obter 53% dos votos válidos.

Em Diadema, reduto histórico petista e região em que Lula tornou-se líder sindical, o petista Mario Reali, candidato à reeleição, sofreu derrota acachapante para o novato Lauro Michels (PV), de apenas 30 anos.

O candidato verde saiu de 41,9% dos votos válidos no primeiro turno para 60,4% no segundo. Já Reali, que obteve 46,7% votos na primeira fase da disputa, conquistou apenas 39,6% do eleitorado no segundo turno, perdendo cerca de dez mil votos.

Apesar das derrotas, sagraram-se vitoriosos os candidatos apoiados por Lula em Santo André, Mauá, Guarulhos, Jundiaí e João Pessoa. Todos eles lideraram a disputa no primeiro turno e confirmaram o favoritismo no segundo.



Fonte: UOL