Voto em trânsito foi pedido por 84,4 mil, informa balanço realizado pelo TSE

Voto em trânsito foi pedido por 84,4 mil, informa balanço realizado pelo TSE

Balanço final do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) mostra que 84.418 se inscreveram para o chamado voto em trânsito, quando o eleitor pede autorização da Justiça para votar fora de seu domicílio eleitoral. O número ficou um pouco maior que o de 2010, quando 80,4 mil se registraram. O prazo para a solicitação foi encerrado na quinta-feira (21).

Quem optou pelo voto em trânsito poderá votar unicamente para presidente da República. Além disso, o eleitor terá que votar no novo local escolhido, uma vez que ele fica temporariamente inabilitado em seu domicílio eleitoral. Na última eleição presidencial só podia votar em trânsito quem, no dia do pleito, estivesse numa das capitais do país.

Em 2014, além das capitais, também poderá votar fora de seu domicílio eleitoral quem, na data do pleito, estiver em algum município com mais de 200 mil eleitores, o que totaliza 92 cidades brasileiras. O Estado que mais fez requisições para o voto em trânsito foi São Paulo, com 18,7 mil pedidos. Em segundo lugar está Minas Gerais, com 12,1 mil.

O balanço do TSE ainda traz dados relativos ao voto em trânsito para o segundo turno. Ao todo 79,5 mil eleitores se habilitaram para votar longe de casa numa eventual segunda etapa do pleito. Em 2010 esse número fechou em 76,5 mil.

Fonte: Folha Press