W.Dias e Margarete participam de Ato Nacional pela Educação no DF

O ato faz parte da abertura do Seminário Brasil Pátria Educadora

Image title

O governador Wellington Dias e a vice-governadora Margarete Coelho, particpam, em Brasília, do Ato Nacional pela Educação.  O ato faz parte da abertura do Seminário Brasil Pátria Educadora - Plano Nacional de Educação. Participaram do evento o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva; o ministro da Educação, Renato Janine; a senadora Regina Sousa; a secretária de Estado da Educação, Rejane Dias; o secretário de Governo, Merlong Solano, e o deputado federal Assis Carvalho.

De acordo com Wellington Dias, o evento que reúne estudantes e profissionais da educação é de importância por debater o cumprimento das metas do Plano Nacional da Educação. "A presidente Dilma tem preocupação com o cumprimento das metas do Plano Nacional de Educação (PNE). No plano, são 20 metas nacionais, estaduais e municipais onde, por exemplo, está em relevo o que vamos trabalhar nos próximos 10 anos na área da erradicação do analfabetismo; como vai ser o trabalho para a alfabetização na idade certa; para a profissionalização das pessoas em nível técnico, superior ou pós-graduação; e os projetos que temos para mais mestres e doutores nas universidades. Portanto, é um plano que tem tudo ver com as necessidades do povo”.

O governador revelou que, o Plano já aprovado no Congresso Nacional, não pode virar somente um relatório, uma carta de intenção. E que é desejo da presidente Dilma Rousseff, do ministro da Educação, Renato Janine, e dele próprio como governador é fazer esse plano de metas se concretizar, fazer acontecer por ser uma iniciativa que envolve os setores públicos e privados; estudantes; trabalhadores da educação políticos, isto é, todas as lideranças. E garante que com o resultado positivo quem ganha é o povo brasileiro.

O ministro da Educação, Renato Janine, em seu discurso acrescentou que a educação é um dos instrumentos mais fortes para que o Brasil seja um país inteiro. “A educação é indispensável para que tenhamos uma sociedade igualitária. Com professores qualificados e internet banda larga cumpriremos o Plano Nacional da Educação”, declarou.

Para o ex-presidente Lula, o encontro representa a continuidade do seu trabalho e é um compromisso com a educação do país. “Quando eu ganhei a eleição em 2002, eu disse que íamos começar fazendo o necessário, depois o possível e quando menos esperássemos estaríamos fazendo o impossível. Utilizo as mesmas palavras para a questão da educação pelo simples motivo de ser o único instrumento que garante efetivamente igualdade e chance de oportunidade entre homens e mulheres; pobres e ricos; negros e brancos. Não existe nada mais sagrado para os pais do que deixar aos filhos, uma boa formação educacional e se tiver diploma universitário é o máximo”,

Fonte: Ccom