W.Dias reúne gestores para discutir aproveitamento da água no Piauí

A reunião aconteceu na manhã desta segunda-feira

Image title


Na manhã desta segunda-feira, o governador Wellington Dias reuniu gestores para discutir maneiras de promover a otimização dos recursos hídricos do Piauí, combinando o aproveitamento das águas para o consumo humano e para produção nas comunidades ribeirinhas, com o aproveitamento adequado de poços e barragens.

Segundo Djalma Policarpo, diretor do Dnocs, na reunião, os gestores trataram da perenização de rios, como o Rio Guaribas; um plano de barramento de pequenos rios combinado à construção de barragens e a infraestrutura dos perímetros irrigados. Djalma afirmou que a Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf) e a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) fizeram uma medição do grau de assoreamento e o volume adequado de cada barragem, através de estações de satélite, identificando um baixo volume em parte dos reservatórios.

“Temos algumas barragens em situação crítica, como é o caso de Piaus, Bocaina, Pio IX e Fronteiras. Mas temos o caso da barragem de Caldeirão, em Piripiri, que está numa situação mais confortável. Viemos tratar de pequenas intervenções para assegurar o abastecimento humano e a produção dos ribeirinhos irrigados”, declarou Policarpo, que acrescentou que o Dnocs faz um monitoramento semanal da situação dos reservatórios para identificar os possíveis problemas de abastecimento.

O diretor do Dnocs apresentou ao governador alguns projetos que o Departamento vem desenvolvendo na área de irrigação e aproveitamento de recursos hídricos. O gestor destacou que é necessário manter uma infraestrutura planejada de manutenção dos reservatórios, para que a população do semi-árido possa ter uma boa convivência com a seca. Policarpo garantiu que o Dnocs está participando de uma ação integrada entre os governos Federal, Estadual e Municipal, a fim de aproveitar os potenciais hídricos do estado.

Francisco Limma, secretário do Desenvolvimento Rural, afirmou que a crise do abastecimento das barragens piauienses se intensifica por dois fatores: a estiagem e assoreamento, que são reflexo do desmatamento e da falta de cuidado com as matas ciliares.  Segundo o secretário, o governador Wellington Dias já está tratando, a nível de Governo Federal e através de operações de crédito, a captação de recursos para garantir o abastecimento das famílias piauienses.

O secretário de Desenvolvimento Rural garantiu que haverá outra reunião com órgãos do Estado e do Governo Federal para tratar de estratégias de aproveitamento da infraestrutura de barragens e poços já existente. “Vamos tratar do gerenciamento adequado de barragens e poços minimizar os efeitos da seca”, declarou.

Fonte: Ccom