Warton diz que PMDB confia na palavra do governador

O líder do PMDB no legislativo piauiense, deputado Warton Santos, comentou que confia na sensatez de Dias

Um dos principais assuntos entre os membros da base aliada no retorno das atividades da Assembléia Legislativa, nesta terça-feira (02), foram as explicações do governador Wellington Dias (PT), acerca de sua declaração sobre o quadro sucessório do governo estadual, onde afirmou que gostaria de passar o bastão para o pré-candidato do PT, o Secretário de Educação Antônio Neto.

O líder do PMDB no legislativo piauiense, deputado Warton Santos, comentou que confia na sensatez do atual gestor, lembrando que por diversas vezes o governador convocou os governistas para confirmar o acordo que será usado para definir o nome que representará o atual modelo administrativo nas eleições de 2010.

?Sempre acreditei na capacidade política do governador e, sobretudo na integridade de comando que ele teve para com os componentes da base. Acredito que vai prevalecer o que ele sempre acertou com todos nós: que o candidato será o que obtiver a maior aceitação popular?, observou Warton.

Quanto ao segundo critério apontado por Wellington Dias, que também poderá definir o nome do candidato governista, Warton Santos afirma que é válido, porém, destaca que poderá ser um empecilho para a manutenção da base. ?Acho válido o segundo critério estabelecido para escolher o nome do candidato, que é o poder da articulação política, porém acho que nenhum dos nomes apontados, se estiver bem nas pesquisas, vai concordar em ser preterido, devido o quesito articulação política?, destacou.

O parlamentar acrescentou que ainda existem dois fatores de peso para definir o nome do candidato da base, bem como também manter os governistas unidos para o pleito. ?Vamos aguardar os acontecimentos, já falei várias vezes que tudo vai depender da permanência ou não do prefeito de Teresina e do governador em suas respectivas cadeiras?, concluiu Warton Santos.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte