Warton Santos sai candidato se Themístocles Filho não disputar presidência da Assembléia

O parlamentar ressaltou que por ter a maior bancada o partido deve ter um candidato

O deputado estadual Warton Santos (PMDB) defendeu nesta quinta-feira a necessidade de que o PMDB tenha um candidato ? presid?ncia da Assembl?ia. O parlamentar ressaltou que por ter a maior bancada o partido deve ter um candidato. Warton afirmou tamb?m que se o atual presidente, deputado Them?stocles Filho (PMDB), n?o for candidato ele vai entrar na disputa.

Warton Santos enfatizou que o PMDB deve ter um candidato ? presid?ncia na Assembl?ia, mas reiterou que tudo isso passa pelas conversas com as outras siglas presentes na Casa. ?Eu acredito que n?s temos de ter um candidato. Primeiro porque somos o maior partido, segundo o Them?stocles est? fazendo uma boa administra??o. Mas, tem de ter o di?logo e o amadurecimento das candidaturas?, destacou o deputado.

O parlamentar apresentou como nome do partido para a disputa pela presid?ncia o deputado estadual Them?stocles Filho, j? que a reelei??o ? permitida para a presid?ncia da Casa. Entretanto, Warton Santos cogitou a possibilidade de ele pr?prio ser candidato ? presid?ncia se Them?stocles Filho n?o disputar a vaga. ?Acho que o Them?stocles no momento ? um bom nome, mas eu tamb?m sou candidato. Se o Them?stocles n?o sair candidato pelo PMDB ofere?o o meu nome como acertado anteriormente?,

disse.

Questionado sobre os espa?os que o PMDB ocupa no governo atualmente, Warton Santos comentou que ? preciso que o governo resolva problemas ?pontuais?. ?A n?vel regional eu n?o advogo isso. Eu advogo resolver problemas pontuais porque se for para resolver isso talvez desagregue mais e n?s estamos satisfeitos com o que temos?, relatou o parlamentar.

Os problemas pontuais tratam principalmente de indica?es para cargos do governo do Estado nos munic?pios. ?Agora, determinadas cidades como Valen?a, onde tive 5 mil votos, os cargos eram indicados por mim e eu dei na ?poca para o entendimento. Agora vamos ficar sem nada? Por isso temos que refletir isso?, explicou o parlamentar.

Fonte: Carlos Rocha, Jornal Meio Norte