Senador Wellington Dias defende o diálogo com manifestantes; detalhes!

Segundo Wellington, o Brasil mudou

O senador Wellington Dias (PT), em aparte no Plenário do Senado ontem, disse que "é preciso ouvir para valer" os manifestantes que têm tomado as ruas do Brasil nos últimos dias.

Segundo Wellington, o Brasil mudou. "Hoje, existe uma classe média que se aproxima de 85% das pessoas. As reivindicações são outras. O cidadão não aceita mais essa questão da passagem de ônibus, como se coloca, a qualidade dos ônibus, a qualidade nas cidades.

Caiu a qualidade nas cidades. Hoje, é mais rápido andar a pé do que num transporte público". Para o parlamentar piauiense, é preciso dialogar. "É importante ouvirmos no Congresso os líderes desse movimento.

É interessante que eles não têm uma coordenação muito clara, mas são vários movimentos que se unem numa coisa: no direito da manifestação".

"As manifestações são libertárias, boas para o país e para a democracia", concluiu o senador Wellington Dias.

NOVOS PARTIDOS - O Supremo Tribunal Federal decidiu liberar a votação pelo Senado do projeto de lei que inibe a criação de novos partidos.

Depois de quatro sessões para tratar sobre o tema, os ministros derrubaram, por 7 votos a 3, a liminar proferida pelo ministro Gilmar Mendes no final de abril que suspendeu a tramitação desse projeto, que já foi aprovado pela Câmara.

Segundo o líder do PT no Senado, Wellington Dias, qualquer decisão diferente seria "uma clara interferência de um Poder sobre o outro". "Eu, pessoalmente, entendo que seria um desrespeito, uma ingerência indevida impedir a tramitação de uma proposta que sequer foi votada", acrescentou, durante pronunciamento em plenário. Wellington disse agora a proposta pode ser apreciada normalmente sem maiores entraves. (A.R.)

Fonte: Jornal Meio Norte