Wellington Dias se reúne com BID em busca de financiamento

O BID sinalizou positivamente com relação ao empréstimo

O governador do Piauí, Wellington Dias, e a vice-governadora, Margarete Coelho, foram recebidos, nesta quarta-feira (20), em Brasília, pela representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), no Brasil, Daniela Carrera Marquis.

Eles levaram uma proposta de contrato de empréstimo de acordo com a capacidade de endividamento do Estado. O BID sinalizou positivamente, mas a formalização dependerá da homologação do Governo Federal, após as medidas de ajuste fiscal.

"Serão 350 milhões de dólares, em duas vezes, para investimentos em diferentes áreas", esclareceu o governador.

Wellington acredita que até o final de maio o Governo terá a linha mestra da reforma aprovada, o que permite as condições de equilíbrio fiscal.

O governador apresentou um panorama da economia do Piauí e as perspectivas de investimentos. ZPE, Transnordestina, Porto Seco na capital, revitalização da ferrovia até o litoral, hidrovia planejada com viabilidade foram alguns dos investimentos citados.

Segundo ele, o setor privado deve investir no Piauí, até o ano de 2018, cerca de R$ 35 bilhões em áreas estratégicas como energia, biomassa, dentre outras.

O BID ofereceu parcerias em inserção laboral para capacitação e no projeto Conecta América, uma rede social para médios empresários; além de consultoria em investimentos, com foco para fóruns empresariais. O próximo fórum será em setembro, no ParaguaiEstiveram presentes na reunião Juan Carlos De La Hoz, chefe de Operações; Guilherme Piereck, especialista em Integração e Comércio; Fabrizio Opertti, chefe da Unidade de Integração e Comércio; Pablo Garcia, economista líder em Integração e Comércio; e o superintendente de Representação do Piauí em Brasília, Roberto John.


Image title


Fonte: Assessoria