Wilson cobra financiamento da Saúde e royalties do petróleo

Wilson cobra financiamento da Saúde e royalties do petróleo

Reunido com os governadores da região e aguardando a presidente Dilma Roussef

Em Sergipe, onde participa do XII Fórum dos Governadores do Nordeste, em Barra dos Coqueiros (SE), o governador Wilson Martins defende dois pontos importantes para o Piauí: a regulamentação da Emenda 29, que define um percentual mínimo de participação do Governo Federal no financiamento da saúde pública e a redistribuição dos royalties do petróleo. Para o governador, ?o petróleo é um bem da União, portanto, de todos. Não é justo que beneficie somente a uns três ou quatro estados?.

Reunido com os governadores da região e aguardando a presidente Dilma Roussef, Wilson Martins defende que a União tenha maior participação no financiamento da saúde. "A saúde do brasileiro vive situação de emergência. E o remédio passa pela melhor gestão e, sobretudo, por um maior aporte de recursos", disse o governador.

Hoje, os municípios são obrigados a destinar 12% do seu orçamento para a saúde. Os estados, 10%. E a União não tem percentual definido. Wilson Martins defende que a União participe, também, com 10%. ?Não estou querendo uma nova CPMF, e sim a regulamentação da Emenda 29, estabelecendo novas fontes de recursos que garantam uma saúde pública de melhor qualidade para todos?, disse.

Durante o Fórum serão tratados os seguintes temas pré-definidos pela organização: O Governo Dilma Rousseff e o Nordeste, que será desenvolvido pela presidente, e Um novo projeto para financiar o Desenvolvimento Econômico e Social do Nordeste, ministrado pelos governadores de Sergipe, Marcelo Déda, e do Ceará, Cid Gomes. As demais discussões serão propostas pelos próprios governadores. Como em edições anteriores, o governador de Minas Gerais, Antônio Anastasia, também participará do evento.

O Fórum

O Fórum dos Governadores do Nordeste foi criado como forma de integrar os projetos políticos de cada estado da região a partir da discussão de iniciativas e estratégias políticas que facilitem a articulação regional. Juntamente com a representação do Governo Federal, o Fórum aprofunda os temas de interesse regional e traz novas propostas, a fim de mobilizar as esferas de governo em busca da melhoria efetiva da realidade nordestina. A agenda do evento ainda não foi divulgada pelo Governo de Sergipe.

Fonte: CCOM, www.pi.gov.br